Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"É VIDA SIM!" = Sobre comentário sobre artigo referente a aborto=

Um leitor fez em meu artigo sobre o aborto até o nono mês o seguinte comentário: “Ou seja, religiosos, em nome do que chamam de Deus, tomando as decisões por todo o país. Como sempre o povo é impedido de pensar com apelos emocionados e hipócritas a respeito da vida. E a vida de quem tem que catar papelão para viver, de quem não tem uma educação de qualidade? isso é vida? Acho que não! Mas o Brasil é isso: gente que não sabe pensar, a religião entrando na política, gente elegendo Tiririca (pior que tá não fica). Será?? Vivemos numa ditadura na qual uma pessoa não pode emitir uma opinião, não tem o direito de ser atéia ou homossexual. Como brasileiro só tenho que me envergonhar!”
Tal comentário leva-me a pensar que só vale a pena vir ao mundo se for possível obter uma educação de qualidade, um diploma, um PHD, um mestrado e, quem sabe, até mesmo um prêmio Nobel. Sem tais possibilidades, melhor ser abortado até o nono mês. Será que foi isso que ele quis dizer?
Refere-se ele, também, aos “apelos emocionados e hipócritas a respeito da vida”. Emocionados e hipócritas a respeito da vida...Esse moço deve ter convivido e estudado com Mengelle. No mínimo.
Profundo conhecedor de nosso país, ele nos julga um povo que não sabe pensar. Culpa dele, decerto, que deve saber tanto e não nos ensina coisa nenhuma.
“Religião entrando na política”...Que coisa inédita ele cita!! A religião entrando na política...Arguto observador o meu caro comentarista. Antigamente, ou seja, antes das atuais eleições, a Religião sempre ficou à parte, apolítica, nada influente e nunca consultada. Coitadinha da Religião, intrometida, que agora se mete a dar palpites em defesa da vida.
“Gente elegendo Tiririca”. O povo, que, segundo ele, não sabe pensar, soube dar um bom recado aos nossos sérios, honestos e empenhados políticos ao agraciar o comediante com mais de um milhão e trezentos mil votos e também entendeu que sua mote “Pior que tá não fica” não se referia à situação econômica do país, mas sim à canalhice, à calhordice que impera no atual governo.
“Vivemos numa ditadura na qual uma pessoa não tem o direito de emitir uma opinião, não tem direito a ser atéia ou homossexual”. Como não, meu amigo? Será que foi ilusão minha ver pela tevê as tais passeatas gays, aquelas que atraem uma multidão imensa às ruas e que, acho, acontecem todos os anos? Nunca percebi também qualquer cerceamento à descrença. Se você quiser ser bicha descrente ninguém o amolará por isso. Pode ter certeza.
O sobrenome do comentarista é Cândido. Voltaire teria se divertido muito com ele.
EM TEMPO: Um funcionário de destaque na Globo, repórter que recebe um excelente salário, foi catador de papelão. Muita gente importante, influente, que veio para mudar o mundo para melhor, viveu parte de sua vida na miséria absoluta; Jesus Cristo, que gostam tanto de citar, segundo eu soube, nasceu em uma manjedoura,  não teve uma educação de qualidade e dispensa maiores comentários; Marina Silva só aprendeu a ler aos dezesseis anos de idade e não foi por preguiça;
Lula também não teve uma educação de qualidade e, pior, "nasceu de uma mãe que, por sua vez, nasceu analfabeta." Nesse ponto eu e o Lula temos algo em comum: minha mãe também nasceu completamente analfabeta e hoje em dia fala inglês, espanhol, já estudou alemão e lê e escreve bem direitinho.
Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 30/10/2010
Código do texto: T2587665

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 74 anos
1392 textos (241965 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 03:44)
Fernando Brandi