Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bolsonaro e os Conflitos no Chile - Um Planeta em Abstinência de COCAÍNA.

quinta-feira, 24 de outubro de 2019

(Milton Pires)

Ontem o Ministro Marco Aurélio Mello mandou soltar Moacir Levi Correia, conhecido como “Bi da Baixada”. Ele é o chefe do PCC em Santa Catarina. Ao mesmo tempo, manifestações em apoio ao terrorismo no Chile foram feitas em SP e Porto Alegre – dois tradicionais redutos da Organização Criminosa Vagabunda Petista no Brasil.

Quarta-feira, dia 23 de outubro de 2019, também foi o dia em que a Quadrilha que controla o Supremo Tribunal Federal (STF) começou o julgamento das ações que vão soltar Lula, acabar com a prisão após sentença em Segunda Instância e, finalmente, com a Operação Lava Jato.

A razão deste pequeno artigo é esclarecer o que está (ao meu ver) acontecendo no Brasil e na América Latina. A explicação é a seguinte:

Não há um só eleitor de Jair Bolsonaro, deste Miliciano Evangélico Corrupto que traiu a esperança de cinquenta e oito milhões de brasileiros, que não não tenha percebido que ele é mais um mentiroso como qualquer outro, que ele se cercou dos piores e mais tradicionais bandidos da Política Brasileira e que é capaz de fazer qualquer coisa para proteger seus filhos corruptos.

Bolsonaro não tem NENHUMA intenção de fechar o Congresso nem o STF, não dá a mínima para soltura de Lula (pelo contrário até pensa em lucrar politicamente com isso), para entrada de médicos sem Revalida no Brasil ou para volta dos falsos médicos cubanos ao SUS.

Mais do que isso: para Bolsonaro o PSL – este partido de putas, atores pornôs, jornalistas baleias e donos de time de futebol – é só um partido de aluguel. Se o PSL não servir a ele e aos seus filhos, azar do PSL, ele pula para outro partido qualquer. O PSL não é diferente do PRN de Collor de Melo e o próprio Bolsonaro, nesta mesma analogia, é uma espécie de “Collor apoiado por Olavo de Carvalho”.

Isto todos nós, que não somos mais fanáticos imbecis bolsonaristas, já entendemos.

Por outro lado, ninguém é capaz de negar que de todas as ações – talvez a única e mais importante de todas as ações – tomadas pelo Governo Bolsonaro até hoje, a porrada, a paulada que Sérgio Moro deu (e continua dando) no Tráfico de Cocaína é, de longe, a mais devastadora de todas.

Jamais existiu Esquerda sem tráfico de drogas e crime organizado. Isso foi assim desde Mao Zedong usando o dinheiro do tráfico de ópio que entrava na China pela fronteira com a Índia, desde as FARC na Colômbia fazendo acordo com o Cartel de Medellín ...até Brizola se acertando com o Comando Vermelho no Rio de Janeiro, e Dilma, em 14, fazendo o mesmo.

É impossível governar países latino-americanos, estas republiquetas bananeiras corruptas, sem se acertar com o Narcotráfico. Não importa se você é um presidente que se diz de “direita” ou se é “esquerda” - você precisa fazer acordo com a turma da cocaína, caso contrário, será derrubado, sim!

A Esquerda Brasileira e Latino-americana foi, é sempre será financiada pelo Tráfico de Cocaína. Sérgio Moro, como Ministro da Justiça do Brasil, vem criando uma quantidade de problemas sem precedentes para o devido funcionamento do tráfico.

Os atos terroristas no Chile, esta espécie de “junho de 2013 chileno”, tem sido apresentados ao Mundo como decorrentes da política previdenciária, da crise dos serviços básicos e de aspectos intrínsecos à política neoliberal que é comum aos governantes do Chile, Argentina e Brasil.

Tudo mentira! Isso é a manifestação externa, isso é o que precisa ser dito ao Mundo e abençoado pela ONU, pelo New York Times e pela Esquerda Europeia. Nem o Chile nem o Mundo "despertaram" de coisa nenhuma - é uma crise de abstinência de drogas, é a falta de cocaína!

A América Latina vive uma crise naquilo que é sua característica, sua função mais importante para o planeta – o fornecimento de cocaína!

A Amazônia – seja ela brasileira, peruana, boliviana ou colombiana...não é “pulmão de coisa alguma” - é o laboratório de cocaína da humanidade.

É a Amazônia que fornece aos pederastas, lésbicas, maconheiros, tarados, pedófilos e esquizofrênicos da França, da Alemanha e das Universidades controladas pelo Partido Democrata na Costa Leste dos Estados Unidos, a cocaína do “dia a dia”.

Jair Bolsonaro, este miliciano evangélico traidor, este sujeito que foi assistir à coroação do Imperador Sukita no Japão enquanto seus filhos e seu partido de aluguel – o PSL – protagonizavam uma das maiores chinelagens da política brasileira, fez uma “grande loucura” colocando Sérgio Moro dentro do Governo.

Ou Bolsonaro expulsa Moro do Governo, faz as pazes com o tráfico de cocaína e tudo volta a “normalidade democrática” no Brasil, ou o próximo Chile será aqui.

Bolsonaro, como corrupto experiente, tentou fazer a parte dele se acertando com Rodrigo Maia, com Toffoli e com Alcolumbre, já transformou a MP 890/19 naquilo que o PT queria, já colocou um PGR da confiança de José Dirceu no MPF, já deu décimo terceiro para o Bolsa Família e alimentou a ralé do MDB com os cargos sem os quais ela não consegue respirar no Brasil, já desistiu de denunciar o PSOL pela facada que levou e já não se opõem à soltura de Lula, mas...

Com o Narcotráfico, pelo jeito, ainda não aconteceu acordo nenhum...e aí o problema vai ser enorme….eu garanto a vocês.

Porto Alegre, 24 de outubro de 2019.
cardiopires
Enviado por cardiopires em 24/10/2019
Código do texto: T6777956
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
cardiopires
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 49 anos
373 textos (14738 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/01/20 10:58)
cardiopires