Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A vida terrena o caro treinamento no amor. (Parte 1: A disciplina do amor)


Portanto, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem apenas soca o ar.
Mas esmurro o meu próprio corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de haver pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado. (1Co 9:26,27). Aqui Paulo mostra que a salvação nos tirou do lodo do ego, mas a real coroa da vida eterna advém de um exercício diário de permanecer e crescer no amor. Vamos dividir este estudo em partes. Aqui trataremos da disciplina do amor.


Ele adverte os de coríntios que queriam buscar o caminho do amor, que deveriam ter em si uma austera disciplina pessoal. Paulo usa a imagem de um atleta. Um atleta deve treinar-se com intensidade se deseja chegar à medalha; e em Corinto os campeonatos se mostravam emocionantes. Pois ali era celebrado os jogos olímpicos.


E Paulo usa uma figura de linguagem ligada ao atletismo, e em algumas vezes usa o treinamento militar. Pois um soldado fraco não pode ganhar batalhas, um atleta mal treinado não pode ganhar medalhas. Devemos sempre nos considerar como pessoas em campanha, e em treinamento. Avançando sempre para um objetivo final que é a vida no reino eterno, onde somos reconhecidos pelo praticar do amor em serviço ao próximo.  Ler (Mat 25:31-46).


Devemos pensar que a coroa ou a medalha é a entrada no reino do amor.  E a compararemos com uma corrida, que demanda uma grande disciplina. Temos que disciplinar nossos corpos; um dos atos que pouco se leva em conta da vida espiritual, é que muitas vezes a depressão toma conta de nossa alma, e isto provém nada mais, do que da fraqueza física e mental. Para que alguém realize seu melhor trabalho, deve fazê-lo com um corpo e uma alma bem preparados.  Ou seja, bem treinados, quem quer amar tem que treinar-se no amor, amando o inamável:  que quer perdoar tem que treinar-se a perdoar, setenta vezes sete por dia e por pessoa, e assim por diante.


Devemos cuidar da saúde da alma assim como cuidamos da saúde física. Devemos disciplinar nossas mentes; uma das tragédias da vida é que nós, se negamos a pensar até a chegada do fatídico momento e aí, se mostramos incapazes de fazê-lo. Nunca poderemos resolver os problemas se nos negarmos a percebê-los ou se tentarmos escaparmos deles. Devemos disciplinar as nossas almas, enfrentando as contendas da vida com a serena resistência, daquele que olha de frente o problema buscando a sua solução.


E a força para vencermos está no Espirito Santo, quando oramos Ele nos mostrará a solução, e jamais o escape. Pois ao solucionar um problema aprendemos algo, mas se fugirmos dele além de não aprendermos nada, ele nos pegará na próxima curva da vida. A oração é um treinamento da intimidade com o Pai e quanto mais íntimos ficamos do Pai, mais íntimos ficamos de nós mesmo e do divino amor.


Então que neste dia ao invés de fugirmos dos problemas busquemos a solução do mesmo de acordo com a vontade de Deus, pois assim o fez Jesus: E dizia: Aba, Pai, tudo te é possível; passa de mim este cálice; contudo, não seja o que eu quero, e sim o que tu queres. (Mar 14:36).  Que o amor de Deus guie o nosso treinamento no amor. Que o amor de Cristo Jesus seja sempre o árbitro de nossos corações.

(Molivars).
Molivars
Enviado por Molivars em 17/09/2019
Código do texto: T6747204
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Molivars
Arujá - São Paulo - Brasil
1397 textos (11542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 20:39)
Molivars