Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS CRISES TORNARAM-SE PERMANENTES NO BRASIL....

               Qualquer governante que assumisse o governo no Brasil, teria que tomar medidas concretas para que o nosso país possa sair desta situação em que se encontra, onde a maior parcela da população, os trabalhadores e o povo, vem pagando o preço mais caro das crises que remontam a décadas.
             Com o atual governo, não é diferente e já vemos vários anúncios de medidas de contenção de gastos e reformas, como a da Previdência do país., por razões que não cabem aqui aprofundar, a parcela de menor poder aquisitivo e os excluídos do mercado do trabalho e até coisas básicas a suas vidas, sempre foram os "chamados" ao sacrifício, as classes ricas e privilegiadas, sempre encontraram subterfúgios para não ter, por exemplo: impostos sobre grandes fortunas, sempre contaram com anistias de dividas de impostos, negociações e facilidades para contornar seus problemas e mesmo para pagar suas dividas, isso quando não são totalmente "ajudados" pelo governo para continuar na crista da onda e não viver o purgatório dantesco das classes populares e trabalhadores, pequenos comerciantes etc....
             Estamos no limite de sacrificios a maior parcela do povo brasileiro, e precisamos sair de nosso misto de Haiti e Suécia, o povo precisa viver e resgatar sua dignidade cidadã.
            Vemos os anúncios de austeridade e até discursos de ministros e politicos apoiadores do governo etc..De que todos precisam colaborar, a crise afeta e " todos estamos no mesmo barco ", não concordo muito com esse discurso, pois todos não estão exatamente no "mesmo barco".
            Mas vamos lá, já começam surgir segmentos, corporações e até algumas autoridades, praticamente impondo ao governo que o seu "nicho" deve ficar de fora de reformas e mudanças e ai já começam os mesmo problemas do passado, onde parcela majoritaria do povo foi sacrificada e alguns setores foram colocados a salvo de mudanças e seus interesses e até salários e rendas, É preciso que estas tais reformas não sejam meramente ideológicas ou direcionadas, ou protetivas de alguns segmentos com proteção especial, afinal todos somos: CIDADÃOS BRASILEIROS COM DIREITOS E DEVERES IGUAIS, OU NÃO?!
          Se inciar essa lenga lenga, de um aqui e outro acolá vir reivindicar a manutenção de intocabilidade dos seus "direitos e privilégios", as tais reformas e mudanças , continuarão a ser o que sempre foram no Brasil, um faz de conta, uma colher de água com açucar ou uma montanha que vai parir, de novo: UM RATO.
          Se o povo é chamado a sacrificios, a colaborar e estamos em uma grave crise, como de fato : estamos, Todos os setores da sociedade: Civis, militares, eclesiásticos, juízes, governadores, Ministros do STF e STJ, deputados, senadores, prefeitos, vereadores, operários , empresários e trabalhadores e operários, homens e mulheres devemos colaborar e participar do esforço coletivo.
            A partir do momento que o povo perceber que vai continuar a mesma toada, onde os sacrificados são os mesmos de sempre, como os índices de reajustes do salário minimo, dos trabalhadores, dos aposentados do INSS demonstram com seus dados e a sua grande distancia dos gordos vencimentos e salários de juízes, ministros, deputado e senadores e alguns outros setores privilegiados que conseguem reajustes e benefícios infinitamente superiores ao povo, As ações do governo e as tais reformas, mais uma vez estarão condenadas ao descrédito e ao fracado....E o nosso Brasil além de continuar descendo a ladeira para o caos total, fará a maioria do seu povo perder as esperanças definitivamente....E o imenso numero de abstenções, votos nulos e brancos já mostra que os brasileiros sempre tão confiantes e esperançosos já começam a perder o que tínhamos de mais forte: A ESPERANÇA!
               É preciso que o Presidente da República , os Congressistas e o povo, nós todos...passemos a refletir seriamente sobre isso.
               Em tempo, Os nossos protestos, criticas ou defesas do Presidente ou de grupos e partidos que disputaram as eleições, nas redes sociais e mesmo em veículos, tornar-se-ao inúteis se o conjunto da nação, independente de gosto politico ou ideológico, ou religioso, ou carinho e afeição por este ou aquele, se não compreendermos que é preciso uma mudança de atitude e alguns segmentos terão que abrir mão de privilégios...Ou continuaremos a viver novas decepções e apuros cotidianos.

 
Manoel Vitorio
Enviado por Manoel Vitorio em 11/01/2019
Reeditado em 11/01/2019
Código do texto: T6548570
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Vitorio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 62 anos
5794 textos (200975 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/01/19 08:48)
Manoel Vitorio