Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CANSADA, MAS FELIZ.

Prólogo

“Cansado de esperanças persigo realidades. Quando o vento contrário aumenta em seus embates, navego a qualquer vento em minha ligeira embarcação.” (SIC) – Friedrich Nietzsche.

“Estou cansado. Não se trata de algo físico muscular (miastenia), mas sim de uma astenia diferente... Um cansaço de não querer mais reclamar, de deixar as coisas acontecerem simplesmente. Resignado, busco a paz interior carreando minhas preces para quem necessita consolidar seu sucesso.” – Wilson Muniz Pereira.

“Qual mulher não gosta disso? Ser elogiada pela aparência é ótimo, mas se além disso alguém elogia uma mulher pelo caráter e firmeza de atitudes é melhor ainda. Ah! Isso de fato não tem preço porque é para poucas felizardas, merecedoras e vencedoras mulheres.” – Wilson Muniz Pereira.

UMA PROFÍCUA CONVERSA INFORMAL

Em conversa com minha filha pelo “WhatsApp” ela me enviou uma linda foto, autorretrato ("selfie") tirada no trabalho e disse, – nessa ocasião imaginei-a sorridente –, uma simples frase: “Cansada, mas feliz.” – Para mim isso foi o bastante para eu escrever este texto como se ela me houvesse feito uma gratificante confissão em forma de gratidão.

AS ESPERANÇAS RENOVADAS

Às vezes, tudo o que eu preciso é de um colo, um cafuné, uma taça de vinho tinto seco, ou mesmo um café quentinho e um abraço fraterno dizendo ao meu ouvido que sou uma ótima mãe, que me dedico e faço minha família feliz. Isso quase nunca acontece.

Infelizmente, quem poderia me proporcionar esse êxtase mora a mais de 2.300 km do meu endereço (Rio de Janeiro/RJ). Esse zeloso guardião (meu pai) cuida de mim desde 12 de outubro de 1981. E como se não bastasse o meu corre-corre para me detonar de cansaço... as crianças, tenho duas, demoram para dormir e o marido trabalha mais do que precisa para ganhar menos do que merece.

SUBLIMANDO A AUTOESTIMA

A solução seria eu arranjar um bom emprego, com um salário justo, não apenas para ajudar nas despesas do nosso apartamento, mas principalmente para sublimar minha autoestima já tão debilitada.

Sou graduada e pós-graduada em nutrição. Tenho ótima aparência, sou educada, pontual, honesta, leal e comprometida com os propósitos funcionais, mas essas virtuosidades não estavam adiantando. Eu continuava desempregada desde agosto de 2018!

Enfim, minhas esperanças foram renovadas. Recebi um convite para “cobrir” as férias de uma colega a quem muito devo e sou grata. Depois dessa iluminada indicação as portas se abriram. Estou novamente e temporariamente empregada. Digo temporariamente porque todas as contratações passam por essa fase inicial.

A INDESEJADA DESESPERANÇA

Confesso... Eu já não estava mais tendo nenhuma esperança em conseguir um emprego em minha área profissional. Sou essa mãe preocupada e cansada porque tento ser melhor a cada dia para proporcionar a felicidade para meus filhos. E mesmo sabendo que a perfeição não existe, que ninguém é feliz durante todo o tempo, batalho em busca da realização, unificação da minha família porque foi esse o exemplo que o meu pai e mãe sempre me deram e dão até hoje.

Hoje estou empregada na função para a qual me graduei! Mas antes de surgir a oportunidade tão esperada eu estava sendo drenada, esgotada e com a sensação terrível de fracasso. Sou humana. Não sou perfeita. Estou exausta.

CONCLUSÃO

Atualmente minha doce filha trabalha em regime de plantão! Escrevi este texto depois de ter uma conversa com minha querida Bianne. Escrevi para as milhares, talvez centenas de milhares de mães cansadas, mas dirigida a ela mesma, tentando se levantar da letargia e crise cruel do desemprego.

Sempre que converso com minha amada e guerreira filha parece que ouço do âmago de sua alma uma confissão. Nessas ocasiões ela me diz sussurrando: “Estou cansada de ser eu mesma! Amanhã quero acordar vendo as coisas de outra maneira, cansei de respirar sempre o mesmo ar, cansei de fazer sempre as mesmas coisas. Estou e vou continuar lutando pelo meu progresso.".

E na foto sorridente, com os dentes e sorriso perfeitos que de mim herdou, ela encerra nossa informal conversa dizendo: “Estou com cara de cansada, mas por dentro feliz”.

Existirá gloria maior para um pai do que ouvir de uma filha palavras tão significativas? Não! Para mim essas simples palavras soaram como um sinal da mais perfeita forma de demonstrar gratidão.
Wilson Muniz Pereira
Enviado por Wilson Muniz Pereira em 09/10/2019
Reeditado em 12/10/2019
Código do texto: T6765267
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilson Muniz Pereira
Campina Grande - Paraíba - Brasil
609 textos (535792 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 16:45)
Wilson Muniz Pereira