Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Piedade



Por que, Deus fez os homens tão diferentes? Pergunta o filhinho ao seu papai.
Sem saber o que dizer,e espantado com a pergunta o homem transfere para o próprio filho a pergunta que este lhe fizera.
_ Não sei, você sabe?
_Ora, porque Deus, não queria que fossemos todos iguais; por isso ele fez o branco, o negro e o careca! Se fossemos todos iguais seria muito chato.

E realmente somos todos diferentes, afinal que graça teria se fossemos todos iguais? Como seria se todos nós gostássemos apenas de uma coisa, uma única cor e um único sabor?

Contudo, no mundo em que vivemos, contrariando a desigualdade, algumas coisas, nos dão a impressão, que foram mesmo feitas umas para as outras, formando assim o par perfeito; seria o caso do queijo e da goiabada, a poesia e Fernando Pessoa, Roberto Carlos e as musicas românticas, o céu e as estrelas; um casal perfeito, como os amantes e a lua cheia. Algumas coisas literalmente, nasceram umas para as outras, como a dor e a paciência, a pipoca e o cinema ou como uma meia quentinha num dia de frio.

Mas por vezes, insistimos em não notar como as coisas se encaixam e nos precipitamos em eleger alguns paradigmas que nos nortearão em nossa existência. Assim, nos prendemos entre a decisão e a atitude, que são coisas distintas.

Oportunamente, devemos deixar claro, que decisão, é uma escolha; uma idéia e que ainda esta no patamar do planejamento, esta parada, sem ação. Já a atitude, por sua vez, também é uma escolha, mas que esta em constante movimento, fazendo com que gere outras coisas. E precisamos sempre lembrar que somos filhos de nossas atitudes.

Existem atitudes que nos tornam melhores e piores e o fato de errar-mos algumas vezes, não significa que devemos abortar a nossa missão, que é a nosso constante evolução.

A exemplo de nossa evolução, podemos citar os nossos sentimentos, que calibram e ponderam o nosso estado emocional. Um simples sorriso pode revitalizar o nosso dia ou a nossa consciência e encher-nos de esperança.

Assim, entendemos que de todos os sentimentos humanos, um dos que mais nos faz sentir o coração bater, é a piedade. Porem o que nos toca a alma de fato, é verdadeira piedade, aquela que se origina de um sentimento de ligação e compaixão para com o próximo e não a sua outra definição, que apenas nos traz o sentido quando usamos para expressar o nosso penar ou a nossa dó por  alguém, acompanhada de gesto e palavras de lamentação, sem um valor verdadeiro.

A piedade é uma atitude ativa. Irmã da caridade e filha legitima do amor. Ela sempre nos fala ao coração, substituindo a lógica e a razão.

É a piedade que mostra o grau de evolução do ser humano. Sendo uma simpatia espontânea e desinteressada para com a dor do nosso próximo, é a virtude que mais nos aproxima das criaturas angelicais. Com a piedade, atingimos a pratica da caridade.

Todavia, não devemos jamais nos esquecer, que no mesmo evangelho que suplicamos por piedade, Jesus, o nosso modelo e guia, nos ensina que com a mesma medida que medimos, seremos medidos.

Amigo leitor, observe as suas atitudes, pois o egoísmo, é o maior de todos os nossos males, é o nosso vicio com raiz mais profunda e somente a piedade nos oferece condições de domarmos esse nosso lado mais insensato.


Reginaldo Cordoa, é Administrador de Empresas e Apaixonado pela vida.
Matão – Sp cordinha.ma@ig.com.br
03/06/2008


Reginaldo Cordoa
Enviado por Reginaldo Cordoa em 03/06/2008
Código do texto: T1017337
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Reginaldo Cordoa
Matão - São Paulo - Brasil, 48 anos
95 textos (23593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/06/19 12:24)
Reginaldo Cordoa