Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Viva o boné

Eu não acho que boné seja uma falta de respeito, aliás é puro preconceito.

Acho muito engraçado, professores, educadores, abolirem o boné da sua sala de aula por rotularem o uso do mesmo como falta de respeito.
Falta de respeito uma peça tão comum nas cabeças dos jovens, que tornou-se símbolo de uma geração?
Falta de respeito a identidade de uma tribo (jovens) do mundo todo, que se identificam e interagem por meio do boné?
Se voltarmos um pouquinho só no tempo veremos que o uso do boné tem raízes nos chapéus que os antigos senhores usavam, sinal de prosperidade, sinal de riqueza? Quanto mais se tinha mais vistoso era o chapéu.
Sem falar na proteção que oferecia aos roceiros, peões, trabalhadores rurais, protegendo o cocuruto do sol inclemente.
Jovens vestem a camisa do time preferido, vestem a bermuda da marca preferida, porque não vestir o boné?
Jovens se locomovem de skate, byke, a pé, em bandos, sob sol ou chuva, o boné passa a ser a única proteção de suas  cabeças.
Comprar um boné então, requer muita paciência, boas pernas para percorrer as lojas, muito olho clínico. Quando  sai a comprar um boné para o meu garoto, aprendi muito sobre ele.
Não pode ser raso, porque cai muito fácil da cabeça. Não pode ter aquela travinha na parte traseira, porque a pressão que exerce no ponto acaba causando dores de cabeça. Não pode ser muito grosso, porque segura mais a transpiração. O principal mesmo que aprendi é que boné não pode ser presenteado, se quiser dar um boné de presente, de um vale-presente , porque com certeza o presenteado vai trocar, nem que seja a cor.
O seu uso associado ao uso de gel faz os adolescentes serem mais propensos a caspa e seborréia, então acho razoável que a Pert Plus (ou outra marca bem famosa) patrocinasse os bonés para os jovens.
Pessoas de mente estreita condenam o uso de boné. Deixe os jovens serem jovens, deixem os mais maduros se sentirem jovens usando a pecinha. Vejamos isso como apenas mais uma parte de vestuário, adorado por muitos, milhões.
Bandidos usam bonés para mascarar mesmo, mas bandidos também usam camisetas de times, bermudões, óculos escuros, então muita pretensão chamar uma pessoa de marginal baseado apenas no fato do uso do boné.
Policias param mais os jovens que usam  bonés, mas quando esse preconceito acabar, Ufa, que sonho, será outra coisa qualquer a mira de suspeita, serão chamados de marginais os amantes dos chinelos de dedos; afinal o que seria da humanidade sem algo para atacar?
Viva o Preconceito. Um dia aprenderemos a conviver com as diferenças.
Magda simplesmente
Enviado por Magda simplesmente em 30/06/2011
Código do texto: T3066707
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Magda simplesmente
Sumaré - São Paulo - Brasil
158 textos (6184 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 14:45)
Magda simplesmente