Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O problema com os PitBull...

Já está em tempo dos órgãos oficiais governamentais, tomarem alguma atitude a respeito do problema criado pelos cães da raça “Pit Bull”, que a cada dia fazem novas vítimas.

Não sei de quem seria a competência para resolver a questão. Agora que algo precisa ser feito, isso ninguém tem dúvida. Quase todos os dias, vê-se na TV notícias de ataques destes animais a crianças, velhinhos e pessoas de todas as idades.

O Pit Bull é uma raça de cães desenvolvida a partir dos Bulldogs e foram desenvolvidos justamente para o combate, para a violência, para matar ou morrer.

Os adestradores podem dizer o que quiserem, mas os Pit Bull´s são uma raça de cães perigosa, que não inspira confiança, são instáveis e temperamentais, muito difíceis de domesticar, na realidade ele apenas pode ser um pouco controlado, domesticado, como outras raças que se tornam dóceis e amigáveis, jamais poderão ser.

São cães muito fortes e agressivos, tem no seu gene a violência e não servem para companhia como outras raças, quando se sentem ameaçados, tornam-se incontroláveis e atacam com ferocidade tudo o que se aproximar deles, não obedecem ordens de seus donos, chegando muitas vezes a ataca-los também.

Os donos de Pit Bull´s não são criadores comuns, não criam os animais por afeição, são criados para combate em rinhas ou mesmo brigas de rua, existem gangs de Pit Boys que criam esses animais para usar como armas contra outras gangs.

Apesar de algumas pessoas “entendidas” no assunto dizerem que é possível domesticar um Pit Bull, baseado nos fatos, podemos dizer que isso é praticamente impossível, eles não obedecem nem aos donos, imagine a estranhos.

Muito já se discutiu a respeito de como controlar a proliferação desses animais em todo o mundo, há países onde eles já são proibidos e pelo andar da carruagem, isso terá que acontecer aqui no Brasil também, brevemente, sob pena de continuarmos a ter vítimas de ataques desses animais todos os dias.

Não adianta a esterilização de machos e fêmeas, é preciso exterminar a raça, doa a quem doer, aborreça a quem aborrecer.

Apesar da opinião de algumas pessoas, principalmente criadores e adestradores, se faz necessário que algo seja feito, para preservar a vida humana, pessoas já foram mortas por esses animais. Existem pessoas que criam esses animais sem as mínimas condições nem de alimentação nem de segurança, tornando-os impulsivos e agressivos.

A decisão do problema agora está na mão das autoridades. Espera-se urgente uma solução para o problema.
Acreucho
Enviado por Acreucho em 04/09/2007
Código do texto: T637468
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Acreucho
Rio Branco - Acre - Brasil, 64 anos
136 textos (55464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/17 23:14)
Acreucho