Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os Estudantes e o Habito de Ler

                                      Os Estudantes e o Hábito de Ler

Ler é a capacidade  de decodificar a escrita; de identificar  letras ou palavras.Mas infelizmente milhões de brasileiros não podem regozijar-se de ter essa faculdade. Explicitar as causas disso tem se tornado até enfadonho nas linhas deste escriba.
 A segunda  etapa do vestibular de muitas faculdades consiste  em uma prova de  redação, o que tem sido o grande “bicho-papão” para os vestibulandos, devido ao fato de saírem-se    mal nesta fase do certame. Às vezes apresentam um bom desempenho em  outras matérias, mas quando chega na hora de colocar no papel o seu ponto de vista sobre um tema qualquer, as deficiências  são flagrantes. O discurso  da maioria  dos candidatos deixa a desejar.Eles  Apresentam serias dificuldades   quando precisam expor   suas idéias . Isso quando elas existem na sua mente. Parece que falta  concatenar melhor   quando da transferência daquilo se tem na cuca para o registro na escrita . Essa  deficiência existe tanto  para os estudantes oriundos da escola publica quanto para os da particular.  O governo tem suas falhas, mas a culpa está muito longe de ser só dele. O interesse pela leitura tem que estar dentro da própria pessoa, claro que ela precisa de estímulos e ambiente  para isso, o que ocorre muito pouco em famílias de baixa renda, mas mesmo assim muitos seguem adiante e  tornam-se  leitores críticos  por pura necessidade, já que não terão nada a herdar de sua progênie,   e conseqüentemente precisam  adquirir conhecimento para ter um futuro melhor. Só dessa forma que muitos estudantes de baixo poder aquisitivo conseguem seu lugar ao sol. Já nas camadas  mais abastadas o índice de leitores cai acentuadamente. Também, para que os jovens de boa condição de vida  vão mergulhar nos livros se tem tudo o querem e a hora que bem entendem. Só que dificilmente apresentam  uma opinião formada sobre o mundo que os cerca, e volta e meia,  sem nem perceber, caem   no marasmo da inépcia,  onde  a falta de leitura suscita uma escassez  de assunto tremenda que  enleada a um vocabulário muito restrito, não passa de comentários vazios sobre assuntos banais que se limitam a carros e bandas de rock.Não que entender de carros e rock signifique falta de  cultura, o problema é limitar-se a isso. A juventude brasileira detesta política, mas não tem como gostar de política se  não ler, nem que seja leitura puramente informativa Portanto, se ler está difícil deixa de lado essa política. O jovem que gosta de ler  sabe comparar opiniões, acontecimentos e impressões. Ele sabe como e o que conversar, tem sempre algo a dizer e  procura se  interessar  por coisas que trazem conhecimento. Não  se deixa cair na alienação por que trata-se também de um questionador. Para ele não basta saber o que é. Tem que saber também por que o é. Esse   perfil é   difícil de ser encontrado no meio  de nossos estudantes justamente pelo fato de terem tão pouca afinidade com os livros,  que nunca deveriam ser substituídos por toda essa parafernália tecnológica que invadiu a juventude. Não é para ignorar a  tecnologia .Deve-se apenas  filtrá-la    e extrair  coisas mais plausíveis que venham a servir de  embasamento num futuro  que quanto mais distante se imagina que  está, mais  rápido ele chega.
O Habito   da leitura é muito saudável e além do mais é um tipo de aprendizagem que é incomparável com qualquer outro. Mas o interesse dos jovens estudantes é muito pouco. A maior parte da geração teen   não liga para a cultura e quando abre um jornal a única coisa que busca são as colunas vip e o maximo que fazem é ler o nome de quem está na foto.São muito interessados por revistas que só falam da vida de atores, atrizes e   cantores famosos.  O horóscopo também é bem freqüentado. Não podemos esquecer  dos chats da internet  nos quais passam horas e horas por dia conversando toneladas e toneladas de assuntos que se filtrados talvez sobrarão  algumas gramas de cultura.
O desinteresse pela leitura leva ao analfabetismo político que torna o cidadão  indiferente aos fatos errôneos que acontecem  na  sociedade a qual está inserido,  sem a consciência dos direitos que tem e  pior ainda: o joga nas fileiras daqueles que formam a verdadeira    massa de manobra, o   combustível ideal para   impulsionar os corruptos na sua escalada rumo ao poder.
Mendes
Enviado por Mendes em 22/11/2007
Código do texto: T747312

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mendes
Palmas - Tocantins - Brasil, 48 anos
7 textos (7833 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 01:24)