Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio

Texto

MIGALHAS

Os leitores das minhas crônicas, sabem que as vinculo sempre à músicas que criei, ou que alguém de um dos grupos musicais a que pertenço, como é o caso do Clube do Camelo, criou.

Dessa feita estávamos no clube do Camelo discutindo dois assuntos que se relacionavam às nossas composições. Um era o plágio e o outro era o tema da história da música.

Sempre gosto de compor em cima de uma história ou real ou imaginária.

Fernando Pessoa já dizia que “O poeta é um fingidor e finge tão completamente que chega a fingir que é dor a dor que deveras sente”. Assim faço. Se nem sempre tenho uma história real eu invento.

Quanto ao plágio a melhor maneira de fugir dele é trabalhar sobre uma harmonia que o público tenha gostado colocando sobre ela uma melodia completamente diferente. Embora não haja nenhuma garantia, a probabilidade do público gostar da sua música nova é grande.

Vou mostrar duas músicas que fiz, com melodias completamente diferentes, portanto impossível caracterizar como plágio, apesar de terem exatamente a mesma harmonia de uma música internacional muito conhecida e famosa que é a “Contigo Aprendi”  do Armando Manzanero.
A primeira música, feita sobre uma situação real, é um pedido de perdão de um homem a uma mulher que aceitava e até queria ser “a outra”. A letra dizia assim:
MIGALHAS I
(Almir Morisson)

Perdão,
Por meu amor não ser igual ao teu
Perdão,
Por não poder sempre contigo estar
Eu sei que não devia, mas aconteceu
Tu merecias bem mais do que eu
Mas nem sempre depende de nós ...

Quem sabe,
Se das migalhas desse meu amor
Alguém,
Talvez um dia possa aparecer
Alguém,
Que teu caminho possa acompanhar
E a teu lado ficar
Alguém, que nosso canto possa prolongar
Que mais que eu
Possa aprender te amar
Que mais que eu
Possa aprender a te amar


Comparem com a original de onde foi tirada a harmonia e vejam que a música é completamente diferente.

A história da segunda música é completamente imaginária, feita também sobre a mesma harmonia. É a resposta da mulher sobre o pedido de perdão feito pelo homem na música anterior. Também a melodia é completamente diferente.

Leiam a letra e escutem a música:

MIGALHAS 2 (resposta da migalhas 1)
(Almir Morisson)
(Para ser cantado por mulher)

Nada pedi pra te poder amar, cansei
Sabia que só migalhas podia esperar, amei
Assim nada tenho a perdoar
Mendiguei o teu abraço, enfim
Fracassei no teu regaço

Quem sabe um dia eu encontre como tu previste
Alguém que só por amor mereça o meu amor
Alguém que mitigue a minha dor
Que complete o meu cantar
Que encante o meu viver

Que mais que tu, possa aprender me amar
Que mais que tu, possa aprender a me amar
Que mais que tu, possa aprender me amar
Que mais que tu, possa aprender a me amar

As duas músicas encontram no mesmo site “Recanto das letras”. Vão no “Conteúdo” e procurem pelo nome em “Voz”.
Não coloquei a música do contigo aprendi, pois já é sobejamente conhecida n Brasil e no exterior por todo o bom músico. Se você não é músico e não conhece essa música, procure na internet que vai achar.
Almir Morisson
Enviado por Almir Morisson em 20/02/2021
Código do texto: T7189039
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Almir Morisson
Ananindeua - Pará - Brasil, 77 anos
73 textos (1702 leituras)
40 áudios (846 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/02/21 04:15)
Almir Morisson
Rádio Poética