Deus Requer Santificação aos Cristãos 61

Publicado por: Silvio Dutra
Data: 07/03/2022
Classificação de conteúdo: seguro

Créditos

Texto: Silvio Dutra
Voz: Silvio Dutra

 

“Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” [I João 1: 6-9]

 

O Espírito Santo é aquele que opera a fé em nós, pelo que ganhamos realmente um interesse na virtude purificadora do sangue de Cristo.

Pela fé recebemos a Cristo, e pela fé recebemos todos os benefícios de Sua mediação, isto é, como eles nos são oferecidos nas promessas de Deus.

Alguém dirá: “Mas como é que se recebe a Cristo pela fé?

Como se pode ter a certeza de que O recebemos, já que Jesus é invisível?”

De fato não o podemos fazer por nós e de nós mesmos. É necessário que recebamos essa fé como um dom diretamente da parte de Deus, para que por meio dela possamos nos unir espiritualmente a Cristo - e, somente então podemos ter experiências com a manifestação de Sua vida sobrenatural em nós, atuando pelo Espírito Santo.

Por isso, em toda a pregação do próprio Cristo, dos apóstolos, e na Igreja durante os séculos, o arrependimento sempre é colocado como sendo necessário, antes de podermos receber a fé e exercitá-la para nos apoderarmos de Jesus.

 

É preciso se dispor a ser convencido pelo Espírito Santo, do quanto somos pecadores e necessitados do perdão de Deus e do Seu trabalho em nós, para que possamos ser purificados.

Somente quando experimentarmos esta aversão a nós mesmos pelo quanto somos pecadores, é que a fé será despertada em nós, e por ela, por nossas petições a Jesus, é que o trabalho de conversão, e depois dele o de santificação serão realizados por Deus. 

Jesus nos fez a promessa de que se pedirmos a salvação, o Espírito Santo, a santificação e tudo o mais em Seu nome, a Deus Pai, nós o receberemos. É necessário ser importuno e perseverante nestes pedidos até que o recebamos, pois quem fez a promessa é fiel.

Pedir com fé é a lei do reino do Céu para sermos atendidos por Deus; evidentemente, isto deve ser feito para propósitos corretos que sejam segundo a santa vontade de Deus.            

Cristo é nossa propiciação pela fé, como oferecido em seu sangue; Ele é a nossa santificação pela fé em seu sangue aspergido, e a ação particular de fé no sangue de Cristo, pois a purificação da alma, do pecado é exigida de nós.

 

Uma consciência renovada é sensível a uma poluição em cada pecado, e não está livre da vergonha, em um apelo particular ao sangue de Cristo.

A consciência põe fé na fonte aberta para o pecado e a impureza, assim como o doente veio para o tanque de águas curativas e esperou por uma ocasião para ser limpo nela.  [João 5: 2-9]

Então Davi, sobre a contaminação que contraiu por seus grandes pecados, aborda a Deus com esta oração:

"Purifica-me com hissopo e ficarei limpo: lava-me e ficarei mais alvo do que a neve", [Sl 51: 7]

Ele alude à purificação das pessoas leprosas, cuja ordenança é instituída em Lev 14: 2-7; ou àquela instituição mais geral, para a purificação de toda impureza legal pela água de separação, feita das cinzas da novilha vermelha [Nm 19: 4-6]; isto é ao que nosso apóstolo se referiu em Hb 9: 13, 14, pois ambas as purificações foram feitas pela aspersão de sangue, ou água com hissopo.

 

É claro, eu digo, que ele alude a essas instituições, mas é tão claro que não são as coisas em si mesmas que ele pretende, pois não havia nada na lei para purgar por hissopo. Aquelas pessoas que eram culpadas dos pecados cometidos por Davi, de adultério e assassinato de Urias, esposo de Bate-Seba, portanto ele professa no final do Salmo que;

"Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocaustos." - isto é, no caso dele, pois não poderiam cobrir o seu pecado.

 

Nós temos isto no Salmo 51: 16. Era, portanto ao que foi representado por essas instituições que ele apelou - ele realmente apelou ao sangue de Cristo, pelo qual  poderia ser "justificado de todas as coisas de que ele não poderia ser justificado pela lei de Moisés," [Atos 13: 39]; e da mesma forma ser purificado.

Da mesma maneira, todos os crentes fazem um apelo real ao sangue de Cristo para purificar seus pecados; até que isso seja feito, eles têm uma "consciência de pecados", isto é, uma consciência que os condena pelo pecado e os preenche com vergonha e medo, como se vê em Hb 10: 1-3.

Mas, esteja sempre consciente de sua própria insuficiência para suscitar em sua mente pensamentos de coisas espirituais e celestiais, ou para gerenciá-los de maneira adequada.

“Não que sejamos suficientes por nós mesmos para pensar qualquer coisa como de nós mesmos; mas a nossa suficiência vem de Deus.”  [2 Co 3: 5]

 

Ser espiritual, em vez de mundano e carnal é alcançável por qualquer um, em quem o Espírito de fé e amor habita, portanto seu coração e suas afeições o levam a muitos pensamentos de Deus, e coisas espirituais?

Eles brotam em você como água em uma fonte de águas vivas?

Você está pronto em todas as ocasiões para entreter tais pensamentos e estar familiarizado com eles, quando a oportunidade se oferecer?

Você se esforça para ter prontidão, o que é útil para você com respeito às tentações e deveres?

Deus está em Cristo, e as coisas do evangelho são o retiro comum de sua alma? – mesmo que você não seja capaz de realizar uma meditação ordenada e declarada em sua mente, você ainda pode ter uma mente espiritual neste caso.

 

Que ninguém pense que esta estrutura de uma mente espiritual - na qual há uma disposição e prontidão para todos os pensamentos santos de Deus, de Cristo, de coisas espirituais e celestiais, em todos os momentos e em todas as ocasiões — cairá sobre ele e continuará com ele, se não souber como agir e não permancer se exercitando na piedade, pela meditação e prática da Palavra.

É muito provável para um homem pobre esperar ser rico neste mundo sem trabalho intenso e bem direcionado, ou para um homem fraco ser forte e saudável sem comida e exercício, quanto ter uma mente espiritual sem um esforço sincero por isso.

 

PS: Parabéns às irmãs do grupo de estudo sobre santificação, que já perseveraram até aqui. Deus as abençoe. Pr Silvio

Silvio Dutra
Enviado por Silvio Dutra em 28/01/2022
Reeditado em 19/05/2022
Código do texto: T7439207
Classificação de conteúdo: seguro