Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
Poema para Pablo
Publicado por: Cissa de Oliveira
Data: 28/07/2007
Créditos:
Letra e Declamação: Cissa de Oliveira

Texto

POEMA PARA PABLO

 
Cissa de Oliveira
 

eu sempre soube que não há nada
capaz de impedir os pingos da chuva
no seu inconfessável segredo de onda
 
que as pedras rolam sem saber
se elas são pedras ou se são asas de gaivotas
passeando a memória
 
que os dedos do vento
incolores como um certo olhar
desenham rosas de sal nas praias
 
que os poemas estão por toda parte
na ânsia de serem as poesias
dos papéis em branco
 
eu podia escrever um poema podia
nessa tarde silenciosa de pingos
e de pedras riscando as encostas
 
ou ficar aqui conjeturando
com os botões ainda miúdos
das flores da varanda:
 
¿Quien es Pablo? Porque isso
la isso eu juro
sem que ao menos me perguntem
no sé.
 
Cissa de Oliveira
Enviado por Cissa de Oliveira em 28/07/2007
Reeditado em 30/10/2010
Código do texto: T583132

Comentários

Sobre a autora
Cissa de Oliveira
Campinas - São Paulo - Brasil
139 textos (29225 leituras)
10 áudios (1474 audições)
1 e-livros (921 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 11:04)
Cissa de Oliveira
Rádio Poética