Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Áudio
MÃE...
Publicado por: André Luiz Pinheiro
Data: 13/05/2018
Classificação de conteúdo: seguro
Créditos:
Texto: MÃE - André Luiz Pinheiro
Voz - André Luiz Pinheiro
Trilha sonora: Bach - Ária da corda sol (Air on the G String)

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de André Luiz Pinheiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Texto

MÃE...

Mãe...!
Porque falar de mãe num dia só...?
Senão, de quem serão os outros dias?
Serão das duras calejadas mãos
A desatarem tudo nó a nó...
Deixando sem tristeza as alegrias...?

Mãe...!
Se alguém te deu somente um dia
O amor que poderia o ano inteiro,
Não sei se esse amor é verdadeiro...
Pois, o "bon vivant" de alma fria
Jamais de ti rogaste o amor ligeiro...

Mãe...!
O teu amor não para à madrugada
Pois, todos já dormiram quando dormes
E finalmente tudo, tudo nos conformes
Depois de cada face a ser beijada
Vai engomar pra escola os uniformes...

Mãe...!
Ainda que num papo adolescente
A tua presença seja invisível
O teu amor é sempre imprevisivel
Pois, vai mandar de forma contundente
Rebelde escovar os dentes, impossível...?

Mãe...!
Quando depois da prole se formar
Com tuas mãos "deliveries" calosas
Das hastes com espinhos és a rosa
Nas horas livres, vai passar, lavar e cozinhar
Para as crianças velhas, mãe zelosa...

Mãe...!
Depois, nas óticas dos casametos
Serás a sogra de um filho ogro
Talvez segunda, longe bem do sogro,
Mas sogra-mãe na dor d'outros rebentos
A salvação diante dos malogros...

Mãe...!
Mas quando finalmente a velhice
Saltar na estação de um tempo doce,
Tu olharás como criança fosses
À face já madura, de quem a tudo disse...
Ou se não disse, foi como se fosse...

Pois, o teu olhar dizendo mudo
Agora só espera ter o amparo
Não como um favor ao desamparo,
Mas como um amor que leva tudo
Ao infinito mãe... Além do azul-claro...

Para toda eternidade, sobretudo...!

MÃE...!




Autor: André Luiz Pinheiro
12/05/2018
André Luiz Pinheiro
Enviado por André Luiz Pinheiro em 13/05/2018
Código do texto: T6335279
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de André Luiz Pinheiro). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
André Luiz Pinheiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 51 anos
659 textos (25974 leituras)
3 áudios (132 audições)
2 e-livros (149 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/18 23:01)
André Luiz Pinheiro
Rádio Poética