Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Humberto%2BCatalano.jpg
 
HUMBERTO CATALANO
(96 anos)
Ator
* RJ (05/05/1904) + (10/09/2000) - TOURO 
 
De família tradicionalHumberto Catalano desde cedo teve sempre independência financeira, por parte dos pais. Fez bacharelado em Ciências e Letras, e trabalhou como alfaiate, nas melhores casas da capital. Com 20 anos demonstrou interesse por teatro, e participou de um grupo amador.
 
Nesta mesma época começou a jogararrow-10x10.png futebol, atuando como goleiro. Por necessidade de um jogoarrow-10x10.png inter-estadual, viajou para Vitória, Espírito Santo. Agradou como goleiro, e o técnico do time da cidade, resolveu contratá-lo.Catalano aceitou e passou a morar em Vitória.
 
Humberto+Catalano+e+Dercy+Gol%25C3%25A7a
Nesta época, foi ao teatro e assistiu um espetáculo daCompanhia Palmerim Silva. Sentiu novo interesse pelo teatro. Fica sabendo que a companhia irá fazer uma turnê pelo Nordeste do Brasil, e pediu emprego como ator. Não foi aceito como ator, mas mesmo assim viajou com a companhia, como secretário.
 
Em uma ocasião, substituiu um dos atores do elenco, e agradou como ator. Assim iniciou sua carreira, em 1924. Começou no cinema, em 1926, no filme mudo A Lei do Inquilinato, de William Shoucair, fazendo um policial.
 
No teatro, tem seu primeiro grande papel em A Guerra dos Mosquitos (1929). Fez carreira no teatro, e eventualmente cinema. Até, que nos anos 40 começou uma prolífica carreira nas telas grandes. Iniciou na Atlântida em comédias como Gente Honesta (1944). Seu maior sucesso foi como o Cornélio, no filme Este Mundo é Um Pandeiro (1947), dividindo as honras da fita com Oscarito.
 
Humberto+Catalano+2.jpgAtuando em cassinos, como o Icaraí, passa a ganhar bastante dinheiro. Gasta tudo no jogo, e com amantes. Perde sua esposa, e perde também milhões no turfe.
 
Fez cinema até o fim dos anos 80. Sua última participação na TV, é em O Primo Basílio em 1988, na TV Globo. No cinema se despede em Solidão (1989).
 
Catalano participou de filmes franceses: As Pérolas da Coroa (1937 - Les Perles de La Couronne)O Samurai (1967 - Le Samöurai); argentinos: O Segredo de Uma Confissão (1952 - Pecadora Inmaculada); americanos: Luar Sobre Parador (1988 - Moon Over Parador)
 
Nos anos 90, Catalano sofreu um Derrame Cerebral, que o deixou bastante debilitado. Andando com dificuldade, amparado por sua governanta Yara, e escutando pouco apareceu pela última vez no vídeo, em 2000, pelo Canal Brasil.
 
Um inesquecível comediante, que marcou definitivamente a história do cinemabrasileiro. Catalano participou de cerca de 60 filmes, entre 1926 a 1989. Foram 63 anos dedicados ao cinema.
 
Participou de todas as épocas da história da comédia brasileira, os filmes mudos, os filmes musicais da Cinédia, as chanchadas da Atlântida e Herbert Richers, os filmes de iê-iê-iê, as pornochanchadas e os filmes infato-juvenis estilo Os Trapalhões.
 
Atuou com todos os outros comediantes, Oscarito, Grande Otelo, Dercy Gonçalves, Zé Trindade, Ankito, Violeta Ferraz e outros.
 
Filmografia
 
  • Solidão (1989)
    Luar Sobre Parador (1988)
    O Torturador (1981)
    Os Paspalhões em Pinóquio 2000 (1980)
    Assim era a Pornochanchada (1978)
    Essa Freira é uma Parada (1977)
    Manicures a Domicílio (1977)
    As Desquitadas em Lua-de-Mel (1976)
    As Mulheres Que Dão Certo (1976)
    Tem Folga na Direção (1976)
    Um Virgem na Praça (1973)
    Le Samouraï (1967)
    Rio, Verão & Amor (1966)
    Três Colegas de Batina (1962)
    Samba em Brasília (1961)
    Minervina Vem Aí (1960)
    A Viúva Valentina (1960)
    Meus Amores no Rio (1959)
    Entrei de Gaiato (1959)
    Quem Roubou Meu Samba? (1959)
    Cala a Boca, Etelvina (1959)
    O Camelô da Rua Larga (1958)
    A Grande Vedete (1958)
    A Baronesa Transviada (1957)
    Boca de Ouro (1957)
    Rio Fantasia (1957)
    Depois eu Conto (1956)
    Genival é de Morte (1956)
    Quem Sabe, Sabe! (1956)
    Carnaval em Marte (1955)
    O Petróleo é Nosso (1954)
    O Circo Chegou à Cidade (1954)
    Pecadora Inmaculada (1952)
    Não é Nada Disso (1950)
    O Noivo de Minha Mulher (1950)
    É com Este Que eu Vou (1948)
    E o Mundo se Diverte (1948)
    Este Mundo é um Pandeiro (1947)
    Segura Esta Mulher (1946)
    Sob a Luz de Meu Bairro (1946)
    O Gol da Vitória (1945)
    Não Adianta Chorar (1945)
    Cem Garotas e um Capote (1945)
    Gente Honesta (1944)
    Samba em Berlim (1943)
    Les Perles de La Couronne (1937)
    Mágoa Sertaneja (1931)
    A Lei do Inquilianto (1926)
 
 
Fonte: Wikipédia e Dramaturgia Brasileira - In Memoriam
Enviado por billy brasil em 29/03/2014
Reeditado em 05/03/2015
Código do texto: T4748537
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
billy brasil
Canavieiras - Bahia - Brasil
3435 textos (346937 leituras)
36 áudios (780 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 20:26)
billy brasil