Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Você conhece Josué de Castro?

Um relatório elaborado por vinte entidades, da sociedade civil apresentado em julho de 2017, sobre o desempenho do Brasil nos cumprimentos dos objetivos para o desenvolvimento sustentável, alertou que há um risco do país voltar para o mapa da fome. No complicado cenário atual, conhecer mais sobre o pensamento de Josué de Castro, pioneiro no combate à fome no Brasil e no mundo, passa a ter ainda maior relevância.

A partir da obra Geografia da Fome, escrita em 1946, Josué de Castro denunciou que o fenômeno da fome nacional e internacional não era exclusivamente biológico, mas possuía um complexo caráter multidimensional: cultural, social, político e econômico. Segundo o autor, o tabu da fome foi propiciado pelos preconceitos morais de uma cultura ocidental que historicamente buscou impor de todas as maneiras o predomínio da razão e, simultaneamente, negou refletir sobre os fundamentos básicos da vida e da conduta humana. Para ele, fenômenos como a fome não foram devidamente discutidos e esclarecidos.

Ao lado do tema relativo às questões alimentares e à fome, Castro procurava destacar os aspectos fundamentais das possíveis estratégias de desenvolvimento para o nosso país. Ele, ao analisar a ocorrência do flagelo da fome no Brasil e no mundo, buscava demonstrar a conexão entre as carências nutricionais e alimentares e as dificuldades de construção de estratégias de desenvolvimento. O fio condutor do argumento do autor pernambucano passava pela defesa de um desenvolvimentismo social e humanista, antes que apenas focado no crescimento econômico. Castro defendia um desenvolvimento mais humanista, contraposto à perspectiva de lucro desenfreado presente no modelo capitalista.

Há quatro décadas, Castro apresentou proposta de ações de incentivo à agricultura de sustentação e à criação dos restaurantes populares. Foi presidente do Fundo para a Agricultura e Alimentação da Organização das Nações Unidas (FAO/ONU) e indicado por duas vezes ao Prêmio Nobel da Paz. O livro Geografia da fome, foi publicado em mais de 25 línguas.

Para quem ainda não conhece sobre a vida e obra de Josué de Castro, indico o documentário abaixo, de Silvio Tendler, Cidadão do Mundo (1994).  Em futuros posts, pretendo abordar um pouco mais sobre a atualidade desse autor, que ao ser exilado pela ditadura civil e militar, tornou-se um “ilustre desconhecido” em nosso próprio país.

Fonte: https://comidajusta.wordpress.com/2017/11/12/voce-conhece-josue-de-castro/
Inã Cândido
Enviado por Inã Cândido em 29/11/2017
Reeditado em 29/11/2017
Código do texto: T6185586
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Inã Cândido
Recife - Pernambuco - Brasil, 33 anos
191 textos (25011 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 03:01)
Inã Cândido