Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Conversando com parentes pela internet

19 de abril de 2010
Elza Bono de Oliveira (Londrina-Pr): Zé Carlos, achei a certidão dos meus avós maternos. É de onde vem nosso parentesco maior, eu acho. Pais do meu avô José Francisco Machado: Francisco Emilio (ou Emídio???) de Assis Machado e Maria Emília de OLIVEIRA (ela, irmã do meu avô paterno Venceslau Franco de Oliveira, o Caboclo). Pais da minha avó Maria Joaquina: Venâncio Antônio Machado e Maria Francisca de Paula. Veja se você consegue localizá-los! Abraços!!!
Elza Bono de Oliveira: Zé Carlos Francisco de Paula Ferreira, era pai da minha bisavó materna, eu tenho certeza! Minha avó Joaquina, irmã do tio Leão, sempre falou que o avô dela tinha esse nome. Se era mesmo, ele era avô também da minha tia Lourença Franco, casada com seu tio Oliveira, pais do Candinho, Edmur, Maria, Lourenço, Antônia e José Augusto! Eeeeeccccca, que confusão. Mas acho que vou entender agora o nosso parentesco.
Adolpho José Machado - (Vila Albertina-SP): Primo Zé Carlos. Interessante é notar que para os Machado, primo é primo e não interessa o grau. Tanto faz! Creio que é devido ao parentesco de ambos os lados, pois no século dezenove e princípios do vinte, nossos familiares casavam-se entre eles. Havia até casos de tio com sobrinha e vice-versa.
Essa turminha de descendentes da minha tia Julia Maria de Oliveira e da minha prima-irmã Mariquinhas, são também meus primos por parte do meu pai, já que os bisavós todos, paternos e maternos eram irmãos. No caso, os bisavós Emigdio e Manoel de Paula, respectivamente avós paternos, do meu pai e da minha mãe.
Estou colando aqui a resposta que enviei ao Candinho e que também serve para você Zé Carlos, de certa forma: Sim, primo. É por parte dos seus avós maternos também somos primos. Um pouco mais longe, mas somos. Seu Salles, (acho que, pai do Leão e da Lourença) como chamávamos em criança, era sobrinho dos meus bisavós Manoel de Paula e Emigdio Antônio (dois irmãos do pai dele, o Salvador Antônio Machado). Portanto, a sua avó paterna, irmã da minha mãe, era prima dos Salles, pelo avô dela, o Emigdio Antônio.
Primo Zé Carlos, talvez pelo motivo de só se referirem a ele, pelo apelido: (Caboclo). Deve ser o Venceslau Franco de Oliveira, (Caboclo) casado com Maria José Machado, minha prima-irmã, sobrinha de sua avó Julia Maria de Oliveira (minha tia).
Primo Zé Carlos, a pergunta que fiz ao Candinho, ficou no ar até o momento. Eu quero saber os nomes do casal de avós maternos dele, pais da Lourença e do Leão Salles Machado. Expliquei para Elza quanto ao seu parentesco com ela pelos Machado. Só ainda não entendi o que o marido a tia Julia, sua avó, ou seja seu avô José Osório de Oliveira foi do Venceslau, o “Caboclo”, avô dela. Elza creio que essa parte você de saber “descaroçar” risos.
Mercedes Liberato Shibuta – (Ponta Grossa-Pr): Primo Zé Carlos adoro suas estórias! Que bom você se preocupa com tudo isso. Fico agradecida. Você é muito inteligente e sabe lidar com computador que é uma benção este brinquedo, abração.
Mercedes: Parabéns querido primo! Tendo um tatu assim, para que mexer? É só esperar. Abraços.
Zé Carlos (Tangerynus) – Porto Ferreira - SP: Alo Elza, agradeço as informações, no caso teria como você escanear a certidão deles e mandar por email? Eu tenho uma grande quantidade de certidões de parentes. Pois é prima Elza, isso é um verdadeiro balaio de gatos, risos, no bom sentido. Obrigado pela informação, e quanto a Maria Massola de Oliveira, minha bisavó paterna?
Adolpho José Machado: Zé Carlos sendo assim, é meu primo-irmão de Ibitinga que nós chamávamos de José do tio Emigdio irmão de mamãe Anna Machado. Note que esse meu tio recebeu o nome do avô, Emigdio Antônio Machado.  Com exceção do meu bisavô paterno, Manoel de Paula, todos os irmãos tinham Antônio no nome.
Soubemos, certa vez, que ele e o irmão Margarido, saíram de Ibitinga com destino ao Paraná, mas nunca soubemos o nome da cidade ou é eu que não me lembro. Parece-me que o Margarido foi compositor de músicas caipiras.
Se alguém por aí descobrir que esse José Francisco tinha um irmão com o nome de Margarido, seu avô José estará identificado com toda a precisão necessária!
Só me lembro que por volta de 1934 (eu com cinco anos) quando vi esses dois irmãos, meus primos.
Olá primo Zé Carlos tudo bem. Sim tudo bem, e vamos conversando. Zé Carlos muito boa a sua exposição, conheci os Zitelly, o aviador e mais um irmão, ambos casados com duas irmãs, neta da tia Julia Maria de Oliveira.
Os Mendonça vêm lá das origens de nossa família, temos também os Xavier de Mendonça, os Ramalhos de Mendonça, etc.
No meu primeiro casamento civil, (sou casado pela segunda vez) em Araraquara, com exceção da noiva, todos ali eram parentes: O dono do Cartório Civil, Sebastião Ramalho de Mendonça, O Juiz de Paz, Theóphilo Machado, (irmão do pai do Leão Salles Machado) meu pai e minha tia Benta sua irmã, minha irmã e meu primo Nelson Machado, filho do tio José Adolpho (seu tio-avô irmão da tia Julia).
Quando ao seu bisavô paterno Adolpho Júlio Machado, que eu saiba, ele era Major da Guarda Nacional, casou-se em Brotas-SP e logo veio para a região de Ibitinga, onde nasceram os filhos e filhas: Sebastiana  (Tuca) – Maria Julia ( Julica) –  Venância – Maria do Carmo (Marieta) – Francisco – José – Benedito – Brás. Adolpho nunca residiu em Araraquara propriamente, mas sim em Brotas, que na época pertencia a Comarca de Araraquara. Por volta de 1934/35 eu estive no casamento de um Oliveira com uma prima minha, próximo de Itápolis. Perguntei as primas Elza e Irene, elas não sabem quem foram os nubentes.
Tangerynus
Enviado por Tangerynus em 06/09/2019
Código do texto: T6738703
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tangerynus
Porto Ferreira - São Paulo - Brasil, 72 anos
366 textos (33886 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 08:57)
Tangerynus