Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nelson Gonçalves: o ""Gogó de Ouro"

Um gaúcho, ex boxeador na Capital paulista, encontrou os caminhos do sucesso no bairro da Lapa, no Rio de Janeiro.
Nelson Gonçalves - muito imitado, mas nunca igualado - é, incontestavelmente, um dos maiores e mais longevos intérpretes do cancioneiro nacional. Assim como Vicente Celestino, Francisco Alves, Orlando Silva, Silvio Caldas, colecionava milhões de fãs em todo o país, numa época em que havia somente o rádio retransmitindo à distância e o circo mambembe para levar ao vivo para os quatro cantos do país. Nenhum desses talentosos cantores fez fortunas, ao contrário de hoje, onde a tecnologia à serviço da comunicação permite atingir o grande público e conquistar o estrelato muito rápido. Nasci em 1947, na histórica cidade de Santo André, colada à maior Capital do país e ainda assim, não fossem os aparelhos de rádio, amplamente disseminados, jamais teria acompanhado a trajetória desses grandes ídolos. Imaginem as dificuldades do povo, nas localidades mais distantes. Naquela época a cultura - em especial a musical - era transmitida oralmente. Ganhador de um prêmio Nipper da RCA, dado aos que permanecem muito tempo na gravadora, sendo somente Elvis Presley o outro agraciado. Durante sua carreira, gravou mais de duas mil canções, 183 discos em 78 rpm, 128 álbuns, vendeu cerca de 78 milhões de discos, ganhou 38 discos de ouro e 20 de platina.
Pasmem: Tendo iniciado como cantor profissional nas rádios de São Paulo, no Rio de Janeiro Nelson Gonçalves foi obrigado a fazer testes em várias emissoras, SENDO REPROVADO na Rádio Mayrink Veiga com César Ladeira, Rádio Tupy com Carlos Frias; Rádio Club - hoje Rádio Globo - com Renato Musso; Rádio Nacional com Celso Guimarães. Por fim foi ao Programa de Calouros do Ari Barroso, de onde saiu esculachado: "Volta pra São Paulo e continue jogando Box, porque você não canta nada!!!" Nelson saiu desanimado. Certo dia, sem dinheiro e com muita fome, se encontrou com Carlos Galhardo no famoso Café Nice e este, ao saber das agruras, o levou de imediato para a Rádio Mayrink Veiga, apresentando-o ao diretor geral Edmar Machado, fazendo-o assinar de imediato o seu primeiro contrato, para ganhar 600 mil réis por mês. Nelson quase desmaiou, nem imaginava quanto poderia ganhar. Pegou no ato um adiantamento de 200 mil réis e saiu dali correndo, para comer sua primeira refeição decente, em muitos meses. Vejam vocês, foi assim, pelas mãos de um "amigo", o Anjo Salvador Carlos Galhardo, que o grande Nelson Gonçalves conseguiu finalmente iniciar uma das mais retumbantes carreiras musicais de todos os tempos.
(Texto - pesquisa - Juares de Marcos Jardim / o Sacy Pererê do Grande ABC – WebRepórter ABCD Radio Livre - Santo André / São Paulo - SP)
Juares de Marcos Jardim
Enviado por Juares de Marcos Jardim em 23/06/2020
Código do texto: T6986078
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Juares de Marcos Jardim
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
120 textos (1148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/07/20 18:15)
Juares de Marcos Jardim