Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Filosofia Albereana 7

Bom, gente boa. Hoje foi realmente meu aniversário de 50 anos e eu peguei esta foto na internet para dizer que a minha festa foi de arromba. Acho que agradeci individualmente a todos os amigos que se manifestaram, felicitando-me pelo meu aniversário. Aprendi a sobreviver e a me conformar com pouco. Um simples bolo desse aí é muito para quem não tem nada. Não tive um bolo desse na minha infância e não reclamo de nada, só agradeço a Deus. No fundo, no fundo, nada é nosso. Quando a mulher da foice nos colhe, o povo fica aí se matando por aqueles cacarecos velhos que a gente morreu para juntar. Meus sonhos sempre foram coisas simples. Nunca pensei em carros caros, apartamentos luxuosos, grandes montantes de dinheiro, etc. Eu queria apenas um pouco de paz, uma bila (bola de gude), uma rapadura, um cafezinho com minha avó, uma bolinha de meia, uns pinotes da ponte quando o rio Poti enchia, um cavalinho de talo de carnaúba. Claro que queria um emprego para sobreviver, mas nunca pensei que ia chegar até aqui. Queria ajudar minha mãe, minha família, por isso começei a trabalhar muito cedo. Acho que enchi pouco o saco de Deus. Ele me deu mais do que pedi e muito mais do que mereci.

Isso foi nos meus 50 anos, não posso postar a foto, pois sou liseira.
Alber Liberato
Enviado por Alber Liberato em 02/09/2020
Código do texto: T7052822
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Alber Liberato
Crateús - Ceará - Brasil, 51 anos
334 textos (10109 leituras)
19 áudios (308 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 20:42)
Alber Liberato