Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***O UNIVERSO SEM SEU AMOR (VERSÃO CARTA)***

Ontem, o amor nos deixou com lágrimas nos olhos. Uma vez você disse que nosso amor seria infinito. Nunca, nunca e nada nós separaríamos éramos amor. Impossível de esquecer até mesmo os pequenos detalhes. Vários foram os momentos de felicidade e amor pleno. Estávamos em estado de graça constante, era pura paixão. Reservas e mais reserva de amor, tudo era sorriso e paz. Seu amor irradiava o brilho das constelações planetárias. O amanhecer ao teu lado me dava a força pra viver e vencer. Sem você hoje sou um homem sem rumo à procura de ti. Efêmero foi o nosso amor, acabou sem uma explicação. Muito do nosso amor ainda guarda os rescaldo da paixão. Sei que é difícil apagar as imensas marcas que ficaram. Eu me arrependo de nada, não faria de novo, amar demais. Unir o nosso amor é tudo que desejo novamente, creia. Amar você, mesmo sofrendo não hei te esquecer nunca. Momento algum me passou pela cabeça deixar de te amar. O amor que sinto por ti não se esquece assim, amada mulher. Reveja todos os seus conceitos e volte pra mim, ainda te amo.

José Aprígio da Silva.
Feito: 23/05/08 - 15h02


JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 23/05/2008
Reeditado em 23/05/2008
Código do texto: T1002070


Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1920 textos (183077 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 16:25)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA