Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***ACABEI POR TE ESQUECER*** (Versão carta inspirado no texto poético de "IRLENE CHAGAS" T963993)

As lembranças e as saudades as querem esquecê-las. Como se eu não fosse ninguém, hoje me ignoras. Acabei por te esquecer, não me queria mal, acabou. Brincar com sentimentos alheios é uma covardia. Eu tentei o mais que pude... Atravessei o impossível. Infelizmente ou felizmente você já não mora em mim. Pois, hoje estou livre de você, agora já se faz tarde. O amor que senti, não tem mais volta me esqueça. Rude demais você, me deixou, por um amor efêmero. Trocou um amor leal, não teve consciência nem consigo. Estou triste, porém com o coração aliviado, me esqueça. Enquanto houver algum tipo de emoção quero esquecer. Sofrer por amor pra mim jamais... Por mais que eu deva. Quando alguém falar de amor lembre-se, que eu te amei. Uma vida de amor dedicada a ti, pouco dele quero lembrar. Esqueça que um dia, houve amor entre nós, não o quero. Cansei de ser traída, a confiança se esvaiu pra sempre. Espero e desejo que você encontre outra pessoa, não eu. Resta a eu dizer adeus, você não soube me valorizar!!!

Irlene Chagas, hoje 27/04/08 ao ler e comentar esse texto me chamou atenção, pelo jeito que você escreveu esta poesia, daí resolvi fazer essa carta, me permita que ele seja uma dupla parceria. Mudei alguma coisa, porém fiel ao seu texto original. Eu apenas adaptei esse texto pra uma carta caso tenha erros, por favor, corrija. Eu nunca fui bom em português escrevo porque sou teimoso.

Irlene Chagas e José Aprígio da Silva.
Readaptação de texto: 27/04/08 – 21h40.


JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 26/05/2008
Código do texto: T1005719


Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1920 textos (183075 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 15:07)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA