Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

***VOCÊ (Versão Carta)***

 ***VOCÊ (Versão Carta)***

Você levou contigo o um coração, hoje vivo sem caminho e ando a ermo. Talvez um dia eu possa te reencontrar e tentar reviver uma linda história de amor dentro de uma paixão eterna. Eu vivo pensando em você, até parece carma, você o meu carma ambulante, vive na minha cabeça por mais que eu tente esquecê-la, não consigo você mora e habita em mim. Um amor assim não se esquece nunca nem mesmo querendo Reveja os seus conceitos em relação a mim, olhe pra mim menina eu respiro e transpiro amor por você, não faça assim, seja como ando sofrendo, não seja tão cruel contigo, afinal eu sou mais você. Ainda que o mundo me pare, eu só tenho um caminho andar á procura da sua rota, basta apenas olhar pra mim, eu desejo ser a sua direção. Venha não me faça mais sofrer, ta certo que eu sou masoquista, mais já chega de apanhar tanto assim, me ame. Levaste todo o meu amor, deixando para trás um homem apaixonado e louco por você, meus pensamentos e sonhos há tempos perdi a batalha por eles, eles te buscam a qualquer hora. Pergunto-me até quando eu tenho que te esperar menina linda? Única sempre única o meu desejo tão antigo, parece que foi ontem que este amor nasceu e se renova todos os dias. Você não sabe o quanto eu te amo, um amor assim você não ver nem em novelas, pois, lá tudo acaba bem e com final feliz. Cara minha cara tem hora que eu fico me perguntando por que você se tem tantas mulheres, porque logo você? Você sempre você ver se afasta de mim, não seja tão dura assim comigo ou venha logo de vez pra mim, acabe logo esse tormento infernal. Indefeso eu fico toda vez que penso em você, eu pensei que eu era uma fortaleza, acabei caindo aos seus pés, vi toda a minha força amarrada nos seus passos. Desejo e quero me libertar de você, faça alguma por mim, me diga como eu faço pra te esquecer. Anda menina assim não dar pra viver, convivendo com este fantasma que me alucina todos os dias da minha vida. Se eu não posso viver com você prefiro tentar o impossível mesmo que o impossível seja não mais pensar em você. Agora eu me pergunto será que vou conseguir? Eu ou implorar ao meu coração que seja honesto comigo e me diga que eu sou capaz!


José Aprígio da Silva.
Águas Lindas de Goiás/GO
Terça-feira, 16 de dezembro de 2008 – 10h45
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 16/12/2008
Reeditado em 16/12/2008
Código do texto: T1338257

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 61 anos
1920 textos (183075 leituras)
1 áudios (52 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 15:55)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA