Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Borderline

                      Uma pequena parte dela

  É o sintoma mais angustiante que conheço, no inicio a sensação de bem estar é maravilhosa! De repente a tempestade se forma e agora, por algumas horas a sensação de desconforto e derrota é inevitavél.
   E lá estou novamente na beira do precipicio, sem saber oque fazer, só sentindo os devaneios da sindrome. Mais eu já peguei um pouco desse ritimo alucinado, sei que amanha ou depois, volto ao normal, o meu normal.
   Até uma proxima faisca! É porque só basta isso, uma frase mau dita, uma frase não dita, coisas ditas... Como pode tão pouco causar tanto estrago, como funciona a minha mente? Que hormonios são liberados?  Provavelmente liberados em excesso demasiadamente já que é coisa da mente.
   E será que é coisa da mente mesmo? Não podia ser simplesmente uma diferença entre especies, mais é uma sindrome, isso eu sei.  E se é sindrome será que já nasci assim ou adqueri?
   Se nasci, qual é a falha genetica? Se adqueri, de quem eu peguei isso! Vai ver, eu mesmo criei e deu coincidência com a sindrome que já existe.
   Que complicado!!! Nem tanto pelo menos eu sou feliz, vivo bem, estou de bem, hum... não sei se estou na verdade... acho que estou em queda, aos poucos me vejo voltando pro fundo. Não é isso que eu quero! Quero sair, levantar, dar de cara com a vida, debater, lutar, viver.
   O interessante de tudo isso é o sentimento e como as coisas estão tão ligadas, tudo muito ligado. É só analisar, prestar atenção aos detalhes e as mensagens, elas me mostram boa parte do que vai acontecer.
   E também os desafios que vou encontrar, são desafios diferentes dos que a grande maioria das pessoas enfrentam. Pense comigo, um exemplo é um cadeirante, olha o trabalho que essa pessoa tem pra simplesmente levantar da cama e ir ao banheiro, coisa que fazemos mecanicamente, porque sentimos a necessidade de ir ao banheiro, atraves dos impulsos dai neuronios dai mente dai resposta dai... bum! E pronto. Estamos no banheiro! Facil né!!!
   Então agora entre na minha mente, como você lida com você mesmo, se grande parte de você luta contra você! Tá me entendendo?E não para por ai, seu corpo te boicota a tempo todo, quando você deseja algo e luta pra conseguir, mais ele o "corpo" é que diz o que vai ser ou não. E geralmente ele é sempre contra aos meus planos.
   Entende oque digo quando me refiro ao meu corpo, que também é minha mente, ai que tá, oque fazer para ganhar essa luta diaria? Transplante? Só nascendo de novo e de preferencia em outro corpo, nem celula tronco adiantaria, acho eu! Fluxetina, ora!!! Por favor não me aborreça!!!
   Isso também é um dos sintomas a mudança de humor repentina. Já tomei muita fluxetina, otima, mais vou ter que tomar pra sempre? Que saco! Ela agride meu estomago, dai me intupo de omeprazol, ai ja são dois medicamentos, hum... e a falta de sono? Acho que agora são três, venha o diazepan. Não dá pra viver assim, porque tem o quarto medicamento que é sibutramina porque tenho uma ansiedade enlouquecedora e "como" sem parar! Que problemão tem farmacos ai que não podem ser tomados juntos...então? Que coisa né!!!
É meu amigo é a sindrome, que vem e volta e faz sua festa e não tá nem ai comigo.
   Mais eu me preocupo com ela, todos os instantes, dou abrigo dou comida, cuido e até realizo seus mimos, seus luxos, suas incriveis paranoias que me fazem ser oque sou.

Ady Bing
Enviado por Ady Bing em 01/06/2009
Reeditado em 10/06/2009
Código do texto: T1627130
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Ady Bing
Curitiba - Paraná - Brasil, 43 anos
444 textos (21056 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 11:18)
Ady Bing