Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RUMO AO NORTE

Vou embora para outro lugar, já esqueci onde moro, onde durmo, onde amo. Vou-me daqui tão de repente quanto cheguei, levando comigo minha velha esperança. Sonhei em completar e acabei por dividir, segui minha intuição desconhecendo que abusei dos sonhos em detrimento da razão. Mas nem tudo foram lamentos ou desilusões, em pouco tempo aprendi que uma convicção é tão forte quanto a fé religiosa, muito embora no caso em questão, nada a ver com a vida eterna, somente com um tempo destinado para se amar e fantasiar um passado permeado de dúvidas. Vou-me embora um tanto quanto confuso, acho que sabia muito mais antes que agora, porque antes, tomei a decisão de fazer um acordo, hoje sou forçado a desfazer um sonho, pois a minha certeza morreu juntamente com um pretenso amor que jamais aconteceu. No campo da vida amorosa não existe previsão meteorológica, tão pouco ciganas com 100% de acerto, apenas tentativas e erros, sendo assim, rumarei ao norte porque no sul eu já estive e muito frio passei por lá, acho que mereço me aquecer um pouco, antes que endureça meu coração.

Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 15/10/2009
Reeditado em 15/10/2009
Código do texto: T1867515


Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
811 textos (59876 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/21 05:38)
Jose Carlos Cavalcante