Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oi, meu amigo

Não vou falar de saudades. Elas são muito pequenas para definir o que sinto.
Quero falar de você. Este astro que sorria. Sorria olhos, sorria alma.
Também não vou falar da falta que fará. Sei que você a sabia.
Amigo de toda hora. Pronto. Feito. Será que um dia teve a noção
da imensidão que foi? Talvez não soubesse. Este caráter que transbordava
magnitude e que viveu toda a vida para estender a mão sem olhar a quem.
Sinônimo de alegria. Risada sonora. Farta. Astral ultrapassando limites, sempre.
Saiba que foi inteiro ombro, inteiro colo, inteiro carinho.
O seu espaço entre nós, não vagou. Agora são as lembranças que o preenchem.
Boas lembranças. Inesquecíveis lembranças.
Que esta lágrima que escorre aqui, reverta em beijo na face que sei, Ele dará a
você pelo bonito trajeto percorrido entre nós.
Sua eterna amiga,
Dôra Leal

Dedicado ao meu grande amigo José Antonio de Souza, Zito,
novo astro celeste,falecido em 28/01/2005.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 01/02/2005
Reeditado em 01/02/2005
Código do texto: T3230


Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
510 textos (26683 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 19:44)
Dora Leal