Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À você que me faz sonhar...

Basta apenas um olhar, teu riso doce traz em meio aos dias tristes a alegria que me é suficiente pra encher o peito e expandir luz, a luz que vem de ti.
Já viu o quanto percorremos meu guerreiro celta?
Que jornada maravilhosa esta a de compartilhar nossos medos, nossas alegrias, nossos sonhos, nossos anseios e tantas coisas divinas.
Venho percorrendo contigo um caminho já traçado por nós mesmos e vencendo juntos cada etapa dele, e como é bom poder dizer que faço parte de ti tal como fazes parte de mim, que somos pedacinhos de neve que cai do céu juntos e juntos nos transformamos em gotículas de água, pequenos átomos que com o sopro divino se tornam ar, indo dançar lá no alto feito pássaros.
Foram tuas asas que me oferecestes no dia em que o sol se encontrou com a lua não foi? No dia em que após uma grande chuva um arco-íris riscou o céu abençoando nosso amor,  no mesmo dia em que aceitei tuas asas pra experimentar o mundo contigo. Aos poucos fui criando minhas próprias asas também, feito borboleta, mas preferi ainda assim voar junto de ti, amadurecendo esse amor, transformando-o em jóia ainda mais rara.
Obrigada amor meu por seres essa parte divina que habita em mim, por me ensinares a cada dia o valor dos verdadeiros sentimentos, sem apego, sem amarras, sem cortar minhas asas que me fazem ser quem sou...
Obrigada amor meu por saberes que não sou posse tua como muitos o pensam, esquecendo que a essência do ser humano é livre, por respeitar minha individualidade, sabendo que somos parte de um todo que se remodela a todo instante.
Obrigada amor meu por não poupar palavras, ações e sentimentos, por demonstrar com teu peito aberto tudo o que sentes sem ter medo de ser por mim julgado, sem dar-me do teu amor aos pouquinhos feito alpiste, pois sabes que nada adianta amar sem doar o que sentes ai no fundo.
Obrigada amor meu por seres esse ser humano lindo que tão estranhamente invadiu minha vida, deixando sempre perfume de rosas por onde passa, me impulsionando sempre pra ver a vida de uma forma mais bela e me mostrando sempre que amar vale a pena sim.
Obrigada por me dar esse amor e por aceitá-lo como a oferenda mais pura que se renova sempre...a cada dia

Amo você e to morrendo de saudades...volta logo...rsrs
Auricélia Oliveira
Enviado por Auricélia Oliveira em 24/02/2007
Reeditado em 24/02/2007
Código do texto: T391509

Comentários

Sobre a autora
Auricélia Oliveira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 44 anos
144 textos (12049 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 07:56)
Auricélia Oliveira