Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para quem ficou de quatro

"Até minha cabeça meio-a-meio sacou na hora a profundidade desse poema. Ufa! Estou atordoada..."



Andava a escutar Beethoven quando recebi tua carta. Oh, amiga! Que alegria e surpresa tu me mandaste!... O mensageiro nobre e elegante que ma trouxe gozava somente em me ver destilar prazeres ao ler tua missiva. Mandei-o assentar-se na varanda, servir-se do bom vinho e dos tabacos, enquanto buscava pena e papel para te responder.

Então ficaste atordoada com o meu poema? Assim é. Ficar atordoada acho que foi pouco o termo dito. Senti muito mais em tantas entrelinhas e também no perfume adocicado que traziam o papel e o envelope que mandaste.

Senti mesmo é que ficaste de quatro com o meu incisivo poetar e justamente essa foi a minha inteira intenção para os leitores avisados e desavisados. Queria derrubá-los quando escrevi o poema.

Sempre culpamos os outros quando falhamos e no poema [Lição número 12] dou consciência e responsabilidade ao autor da falha. Não é à toa que já na primeira palavra assumo tudo afirmando: Falhei. O resto é puro desdobramento: é ficar pasmo, é sonhar demais, é ouvir mentiras e verdades, é cegar os olhos e é se ver louco como os amantes são.

Em toda derrota sempre podemos aprender uma lição e só os imaturos aprendem lições somente na vitória. Há sempre o prazer e uma satisfação em procurar a lucidez dentro da loucura.

O nosso mensageiro já se encontra alegre do vinho e inquieto na varanda se assanhando em partir. Não quero vê-lo perder o caminho de volta. Aproveito a sua inquietude para mandar-te de pronto estas palavras. Receba-as com um beijo de uma tarde de verão e ainda um resto de melodia sinfônica.

F.


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 09/10/2005
Código do texto: T58074
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1631 textos (163367 leituras)
1 e-livros (179 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/20 20:17)
Fernando Tanajura