Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ironias da vida

Eu to bebendo e fumando também.
Eu to tentando esquecer daquele nosso tempo, em que a gente até pensava em casamento.
Mas, quanto mais eu tento, mais me lembro de você.

Queria mesmo é que inventassem logo a maquina do tempo. Só pra eu poder voltar e nunca te conhecer.
Más, enquanto não à inventam, eu fico no meu canto preso em nossos momentos.

E veja só que ironia, ontem mesmo nós falávamos em ter uma filha. Mais hoje, quem diria, nem se quer posso ter sua companhia.

É, eu sei; é difícil.
Quanto mais tentamos, mais perdemos o juízo.
E falando em juízo:
_ Onde foi que você deixou o seu?
_ Vive buscando outros beijos tentando encontrar o meu!

E esses beijos só te trazem mais lembranças, tipo quando eu te mimava feito uma criança.
Mas, tudo isso acabou; é que preferimos ouvir os amigos do que escutar o amor.

E sobre o amor:
_ Onde mesmo que ele se escondeu?
_ Você vive procurando o meu e, eu, procurando o seu!

O meu Deus. Oque está acontecendo?
Ou nos esquecemos de vez. Ou, eu mesmo, invento a maquina do tempo.

E depois dela inventada, eu volto ao passado, mas não para esquece-la, e sim, pra reviver cada momento lindo que vivi do seu lado.
E os ruins também; pois nem só de flores o amor é feito, tanto é que ele próprio ensina a amar até os defeitos.
Denison Sousa
Enviado por Denison Sousa em 11/07/2018
Reeditado em 13/04/2019
Código do texto: T6387413
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Denison Sousa
Tracuateua - Pará - Brasil, 26 anos
87 textos (1563 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/07/19 17:31)
Denison Sousa