Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta para meu Deus
 
Hoje de madrugada, no quintal eu estava observando aquele Plenilúnio, simplesmente fiquei boquiaberto, fascinado com tanta beleza e formosura. As árvores com suas sombras, aquele brilho intenso e amarelado do dia, que fora substituído pelo prateado levemente azulado da noite com a plenitude da Lua, a abóbada totalmente límpida ornada com seus luzeiros
Agora me desperto, são precisamente 8 horas, torrencialmente a chuva cai lá fora, o ar úmido e gélido inunda a alcova. Em algum refúgio ouço o chilrear dos pássaros, que vontade de abrigar meus queridinhos... Ah como eu amo tudo isso, como não encantar e ser totalmente seduzido pela criação do nosso Deus.
Seria pura insensatez, alguém diante de tanta plenitude e formosura, ainda duvidar da existência de uma alma inteligente que rege o universo. Como ainda podem duvidar do Criacionismo?
Sei muito bem que na senda da vida, encontrarei algumas sinuosidades, mas em momento algum, elas me esquivarão de ti meu Senhor, pois a minha fé, sempre estará alicerçada sobre a tua Rocha.
Quero que saiba Meu Senhor, que tu és o meu escudo e a minha fortaleza, se o Senhor não me proteger, em vão será todo o serviço das sentinelas.
Me perdoa Pai querido, por que vira e mexe, sou flagrado com a ansiedade inundando o meu coração. Por que Senhor me desgasto preocupando com o porvir, se tu mesmo disseste que basta ao homem o mal de cada dia. 20.248 são os dias da minha peregrinação, na face dessa terra, e em momento algum deixaste faltar o pão nosso de cada dia.
Outro motivo para clamar o seu perdão, é que eu mesmo já afirmei em textos, que se tivéssemos uma revelação do grande mistério da Vida, em momento algum, abateríamos diante das dificuldades, e intensamente a desfrutaríamos. Mas sou eu mesmo o primeiro a oscilar entre a razão e a loucura, a tristeza e a alegria, gratidão e a murmuração.
Por tudo isso e outras coisitas mais que estou aqui reconhecendo o seu poder e clamando por seu perdão. Saiba que muitas das vezes, não me sinto digno nem de olhar para ti, mas com toda a minha debilidade terás sempre o meu apreço e a minha adoração. Louvado seja o Senhor Nosso Deus. 
 
Simplesmente Gilson
Enviado por Simplesmente Gilson em 25/07/2018
Reeditado em 25/07/2018
Código do texto: T6399761
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Compartilhar no WhatsAppCompartilhar
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Simplesmente Gilson
Mucuri - Bahia - Brasil, 56 anos
870 textos (50033 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/19 22:21)
Simplesmente Gilson