Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O JARDIM DE OUTRORA


Mãe, teu jardim...
Ah, ele guarda um segredo
Tão antigo
Era ali que eu botava os olhos...
Sim, era ali
Outros canteiros
Tantos anos se passaram
Mas os canteiros permaneceram
Era ali que as borboletas voavam e os colibris
E eu na cama avistava tudo através de um espelho
Mãe, tu te lembras?
Tu é que o colocara ali para que eu pudesse avistar a vida lá fora
Eu estava definhando, indo embora
E o jardim cheio de vida era um convite para mim
Ah! O jardim!
Havia uma magia, uma alegria no revoar das borboletas
E nos colibris
Mãe, o perfume das rosas me chegava
Então eu queria andar para frequentá-lo
Queria voltar a andar
Queria
E consegui, minha querida
Eu consegui!
Faz tanto tempo, mas se fecho os olhos
vejo o jardim de outrora, a janela e o espelho
E o jardim! Não o jardim de agora
O jardim de outrora

SONIA DELSIN
Enviado por SONIA DELSIN em 11/10/2018
Código do texto: T6473390
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SONIA DELSIN
São Carlos - São Paulo - Brasil
5518 textos (85083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/18 09:00)
SONIA DELSIN