Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divórcio


Ando dentro de mim para entender a mim própria.
Caminhei equilibrando-me nas esperanças que me deste,
e quando de mim te afastaste não reparei,
nem quando outras bocas buscaste acreditei.
Pois, estava cega de paixão, de amor e devoção,
meu som era a ressonância da tua voz,
e meu alimento eram os abraços que me apertavam.
Teu sucesso era a minha alegria,
tuas vitórias tudo o que eu queria,
e era feliz pelo teu respirar.
Exultava-me saber de teus feitos,
como uma mãe se orgulha do seu rebento,
com amor, com carinho e conceito.
Hoje o silêncio em mim habita.
O mel fez-se fel em minha língua
e é difícil engolir a verdade que me foi dita.
De todas as lembranças que cerram o meu olhar,
nenhuma acende a luz que em meu peito havia.
A solidão instalou-se e não tem mais jeito,
foi loucura acreditar no amor que sentias,
resta-me o tédio, o choro, a descrença e o ócio.
Resta-nos, amor, apenas e tão somente o divórcio.


TRANSPARêNCIA
Enviado por TRANSPARêNCIA em 17/09/2007
Reeditado em 10/05/2011
Código do texto: T656761

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Suavidade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
TRANSPARêNCIA
Campinas - São Paulo - Brasil
734 textos (39519 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 17:34)
TRANSPARêNCIA