Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NA DOR DA LÁGRIMA QUE LEVA ESTE SABADO.


      DEU SAUDADE DE VOCÊ:
      FUI PARA A VELHA ESCADA,
      AQUELA VELHA ESCADA E COMESSEI A ESCREVER.
      DE SUA VÓZ MENINA,
      A MESMA VÓZ SUAVE QUE OUVI AO TE CONHECER,
     JÁ É SABADO,
     FAZ QUASE UMA SEMANA QUE VOCÊ SE MUDOU SEM DIZER UMA PALAVRA,
     SEUS CONSELHOS POSITIVOS DE NADA ADIANTOU,
     O ÓDIO É CANDECENTE NO PEITO,
     OUTRO DIA O INIMIGO ME VISITOU.

     OLHOS NOS OLHOS,
     MÁS DESTA VEZ A CORAGEM ME DEIXOU MUDO;
     SERÁ MESMO QUE SE TORNOU A TRAIDORA DESGRAÇADA QUE ESPALHO POR AI?
     OU SERÁ DO GRUPO DOS SELETOS QUE ESTARÃO NO PORTÃO QUANDO EU SAIR,
     PELO ANDAR DAS CARRUAGENS A VIAGEM VAI SE NO SACO PRETO CONTATANDO QUE EU MORRI.

       UM DIA TIRE A VENDA DOS OLHOS E VEJA A REALIDADE
       SUAS AMIGAS VADIAS TRIDORAS SÓ QUERIAM SUA CAPACIDADE,
       SIGO A MINHA VIDA PELO CAMINHO QUE SÓ LEVA À MORTE,
       E É CONTRA LUTAR CONTRA QUE SÓ PIORA SER O CORTE.
       NÃO VOU NADA BEM,
       PAREI TAMBÉM COM O ESPORTE,
       A MUITO NÃO SOU MAIS FORTE,
       A RUA ESTÁ MANHÃ COMO SEMPRE ESTÁ VAZIA,
       MAIS ATÉ QUE O MOMENTO EM QUE VOÇÊ PARTIA E EU NEM SABIA.
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 29/09/2007
Código do texto: T673510

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11184 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 14:10)
DIEGO HUXLEY