Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

II Carta a Pedro

É... Lembra-se que te falei que essa vida é uma loucura?
Entende agora meus mil medos?
De você sofrer, chorar...
Esse mundo é bonito, as pessoas é que são bestas
O amor existe, acredite! Eu te amo. Isso prova tudo.
É... O dinheiro às vezes compra tudo, mas não o amor.
O tempo passa tão rápido! Lembro de você nos meus braços, lembro seus primeiros passos.
 Sempre presente nos meus ouvidos sua primeira palavra.
Seu sorriso minha melhor arte.
Seu choro dengoso a melhor melodia.
Seu peso no meu corpo, a dor pra te trazer ao mundo,
faz valer a cada: mamãe.
Seu primeiro corte de cabelo... Quase nem tinha cabelo
Nosso reencontro, nossa última despedida, essa prefiro não lembrar
Tua ausência, minha dor
A saudade me faz calar
...

E nesse silêncio luto por nós
A minha única razão de existência
E nessas lágrimas uma certeza
Pode o mundo, quer dizer, seus bestas habitantes tentar nos separar,
Mas estamos ligados no pensamento, na necessidade de um ao outro,
No amor maior e verdadeiro, mãe e filho.

Bárbara Assunção
Enviado por Bárbara Assunção em 29/09/2007
Reeditado em 29/09/2007
Código do texto: T673885

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Bárbara Assunção). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bárbara Assunção
Fortaleza - Ceará - Brasil, 33 anos
12 textos (1399 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 09:21)
Bárbara Assunção