Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mania de Quem Ama a Vida

Campinas, 16 de outubro de 2007

À minha avó querida,

...

Ao ler os Versos do Adeus
Vi algo de triste,
Mas compreendo bem
Porque nele auriste.

É leve a explicação:
O vácuo do espaço
É que fez com que
Hauriste a razão.

Quando a Vida é bela,
Surge uma velha mania
De contar o resto dEla
A cada novo dia.

E não é que essa velha mania
um dia se transforma
em mania de velha?

Enquanto esta carta relia,
Notei que também tenho a tal mania.
Não é exclusividade da velha,
Que os filhos e netos - com orgulho - a vida espelha.
Lipe Lalli
Enviado por Lipe Lalli em 17/10/2007
Reeditado em 18/10/2007
Código do texto: T697474

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (by FML (micaroni@gmail.com)) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lipe Lalli
Campinas - São Paulo - Brasil
2 textos (104 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 20:28)
Lipe Lalli