Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta para minha amiga Flávia Angelini

Flávia Angelini
       Que saudade de você, nossos caminhos se separaram, eu fui em uma direção e você em outra. Mas o amor conquistado em longos tempos de amizade, jamais se quebram.
       Nesses dias difíceis dessa pandemia me pego sorrindo ao lembrar de um conselho; de uma história; de um encontro de família; das crianças brincando; tem tanta coisa boa; passeio no cinema e uma renca de crianças alegres e sorridentes, o sorvete, as passagens, tudo, conquistas nossas de dias e dias de economias; tenho saudades; ...
       Fico feliz quando ouço notícias boas e de sucesso sobre você, mas nem sempre as conversas são nobres e edificantes, nessas horas apenas oro, pois, nossas escolhas dizem respeito apenas a nós mesmos, afinal de contas Deus nos deu livre-arbítrio.
       Exupéry disse em seu livro célebre “O Pequeno Príncipe”: “Sóis responsável por tudo que cativais”. Você cativou meu coração.
       Não sei se me considera mais sua amiga, mas isso não importa, descobri que almas nobres nos amam, mesmo quando não as amamos, e que mesmo aqui neste mundo, ou em outros mundos, ou até mesmo além desse universo, essas almas se ajoelham em nosso favor, diante de tribunais e até mesmo diante de Deus, para pedir por nós.
        Não importa o que escolheu, nem a distância física em que nos encontramos, eu escolho amar você hoje, amanhã e sempre.
        Descobri nesses dias difíceis, que só o amor pode mais, que qualquer poder da Terra, ou dos universos infinitos.
        Deus abençoe você imensamente, um abraço fraterno do tamanho do universo conhecido para você minha amiga.
Luciana Monteiro
Enviado por Luciana Monteiro em 27/06/2020
Código do texto: T6989288
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Luciana Monteiro
Cuiabá - Mato Grosso - Brasil, 47 anos
1957 textos (110750 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 18:37)
Luciana Monteiro