Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta de repúdio a Augusto Nunes

Carta Resposta de repúdio a Augusto Nunes

Hoje você desrespeita e chama os professores de VADIOS, esquecendo que o professor sempre pagou todos os seus estudos com dinheiro próprio, dinheiro ganho com o suor de muito trabalho honesto e pouco valorizado. Muitos professores tiveram que se desdobrarem entre trabalho e estudo, muitas vezes em mais de dois turnos. E aquele que adquiriu FIES, se tornou um endividado por muito tempo e teve que lutar para quitar sua dívida, caso contrário se tornaria escravo do capital NOJENTO que VOCÊS dominam. E para sua informação, o professor até gostaria de militar muito mesmo, defender seus direitos, ser um cidadão mais participativo da política, pois assim, quem sabe não teríamos tantas raposas no poder! Mas, infelizmente não temos disponibilidade de tempo para isso, pois com salário que nos pagam, este que você sugere nos tirar, sempre tivemos que correr de uma escola para outra , muitas vezes sem horário para as principais refeições, para trabalhar em duas ou três escolas, fechando o dia em três turnos. Você que desrespeita e chama professor de VADIO, saiba que foi uma VADIA que deve ter lhe ensinado as primeiras letras, que limpou seu machucado quando caiu na quadra da escola e ralou o joelho, que te ajudou quando tinha dificuldade com as primeiras lições, que assinou para você fechar cada  ciclo na formação acadêmica , que ficou feliz quando te viu vencer cada um deles. Na sua concepção foi uma VADIA que cobrava a presença de seus pais nas reuniões bimestrais, para acompanhar sua caminhada, foi uma VADIA que enviava os boletins para casa para que seus pais vissem o seu sucesso e corrigissem caso houvesse necessidade. É muito triste ouvir tamanha ofensa de alguém que passou por tantos professores e saiu vitorioso. Deve ser muito triste também para uma mãe ter um filho que não aprendeu nenhum dos seus ensinamentos de respeito aos valores. Se hoje você ocupa qualquer lugar em destaque na sociedade, mesmo que seja como cabide de emprego e não por merecimento ou necessidade, agradeça ao professor, e saiba que a sua professora VADIA, não gostou nem um pouco de se ver dentro da sua classificação para toda categoria. Você é um ser desprezível!
Esquece que dinheiro acaba, que arrogância faz o indivíduo se engasgar com a própria língua! Para seu conhecimento, sou uma professora hoje aposentada, trabalhei honestamente por 28 anos, muitas vezes retirei dinheiro do próprio salário para presentear meus alunos com livros e até material básico, feito do qual  muito me orgulho. Sou extremamente grata pela profissão que escolhi, extremamente feliz em ver muitos dos meus ex alunos abraçando profissões e alçando voos próprios. Em nenhum único dia da minha carreira deixei de valorizar os MEUS professores, cada um deles teve sua importância para hoje eu estar aqui indignada com sua falta de educação e respeito. Seria muito triste saber que você se dirige dessa mesma forma a todas as mulheres que te cercam, e este deve ser seu perfil, pois quando você chama professor de vadio, está chamando mais da metade de profissionais de VADIAS, já que o sexo feminino continua predominando na educação, Mesmo que venha se retratar diante da mídia e pedir desculpas e querer dizer que tem justificativa, não será jamais reconhecido como uma pessoa do bem, ficará conhecido na história como o homem que chamou os professores de VADIOS! Pois foi como se tornou conhecido desde que abriu sua boca para a infeliz frase.
Guarde este dia, será o Marco da sua história!
Em nome de toda a categoria de profissionais da Educação , te repudio!

PS: se você também repudia tal atitude, copie e cole no seu mural.
Renilda Viana
Enviado por Renilda Viana em 09/02/2021
Reeditado em 09/02/2021
Código do texto: T7180570
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Renilda Viana
São Paulo - São Paulo - Brasil
314 textos (56519 leituras)
8 e-livros (2007 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 21:47)
Renilda Viana