Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta Para Yasmim Ser Escritora

                                          Maceió / Calmas, 19 de Junho de 2005

Querida Yasmim:

Você disse-me e demonstra querer ser escritora; fiquei feliz por esta tua decisão, então resolvi, como tenho feito, dar-te todo apoio que me for possível.
Inicialmente digo-te que ser escritora tem várias coisas em que deves pensar, tais como chegar lá e continuar sendo, pois, tendo escolhido este caminho admirável, solitário e fascinante descobrirás muita coisa interessante e boa. Porém, para chegar lá é preciso:

a) Ler muito e tudo pelo qual você se interesse, desde estórias infantis, contos diversos, romances de qualquer tipo, jornais, revistas e até mesmo publicidades de anúncios comerciais, cartazes, folhetos, filmes, peças de teatro, convites, ‘fofocas’ e brincadeiras de crianças e de gente grande (ou maior e mais vivida que você);

b) Escrever tudo que te venha à cabeça, ou tenhas vontade, ou que você queira comentar sobre o que viu, leu ou quer criar ou inventar; mas escrever de quaisquer maneiras que você acredite ser melhor: use tua opinião contando um fato ocorrido; use uma personagem inventada e como ela ver a ação na estória criada por você; use uma pessoa ou coisa que conta a estória e não aparece nela; use uma outra pessoa narrando o que viu ou viveu; e, também, escreva de muitas outras maneiras que você acredita que deva escrever; mas, que você e as outras pessoas possam entender;

c) Consultar Dicionários e Enciclopédias Especializadas quando você não tiver certeza de como escrever uma palavra, expressão ou não souber o que ela significa, ou quando você não conhecer o quê é e o que aquilo faz; nas palavras participantes do que você está escrevendo, pesquise o quê elas sejam ou signifiquem;

d) Não Criticar ou (Des)Valorizar o que cria enquanto estar escrevendo; mas, ao terminar, esperar um pouco, fazendo outra coisa (ir ao banheiro, tomar uma bebida, comer, ver TV, brincar ou conversar sobre quaisquer outras coisas) e voltar para o que escreveu antes; Ler em Voz Alta para ouvir e sentir seu texto, corrigindo os erros e fazendo alterações, até ele ficar do seu gosto e dizendo melhor o que você quis dizer quando escreveu;

e) Mostrar para Outra Pessoa (Pai, Mãe, Irmãs, Amigas, Amigos ou Desconhecidos) pedindo para que leia em voz alta e você escutar a leitura;
    e
f) Voltar ao Texto Escrito consertando aquilo que você acha que deve ser mudado. Cuidados: 1) Não aceite opiniões que alterem o que você quis dizer, mas que só possam mudar e melhorar tuas idéias; e, 2) Críticas de Pais e Professoras(es) podem negar e destruir um texto que as opiniões deles condenam, por terem já sido envelhecidas na cabeça deles.

Lembre-se sempre: Quem escreve tem liberdade de ser livre de criar um mundo que pode não agradar, pelo qual o escritor luta, vive e até morre, se for preciso; caso contrário, melhor não publicar naquela hora. O que escrevemos tem hora certa para ser aceito ou não. Escreva sempre e pergunte, ou sinta, se está na hora de divulgar.

                                              Um forte abraço.Teu IvanioCunha
YvanioDaKunha
Enviado por YvanioDaKunha em 29/11/2007
Código do texto: T757163

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
YvanioDaKunha
Maceió - Alagoas - Brasil, 81 anos
10 textos (370 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 05:36)
YvanioDaKunha