Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DURANTE OS RAROS MOMENTOS DE TERNURA E AMOR QUE SENTIMOS UM PELO O OUTRO NESTES DIAS DE VERDADES EXTREMAS

 
 BRASILIA 30/11/2007
      SIM MINHA CARA,
CONFESSO ESTAR DEVENDO ELUCIDAR O LONGO DESEJO DE TER EM MEUS BRAÇOS NOVAMENTE TAL FALTA DE INSPIRAÇÃO,
CREIO MESMO QUE SEM O AMOR QUE DESTROI NÃO POSSO PROGREDIR EM FIM,
CHEGAR AO LUGAR MAIS ESPERADO NO SEU CORAÇÃO.
      SABE OUVE O VILÃO QUE APAVOROU MEUS VERSOS,
O PODER DE MUDAR DA ÁGUA PARA O VINHO NESTES ULTIMOS DIAS QUE NÃO POSSO SE QUER DIZER SE PASSASTE.
      OU SE FOI APENAS UM PERFUME DE ODOR REFERENTE AO SEU.
       NADA SEI SOBRE SUA ÚLTIMA MATÉRIA,
SE QUE TIVE TEMPO OU MESMO PACIÊNCIA,
ESPERO NÃO ESTAR ME PONDO EM MAUS LENÇOES,
ESTIVE MESMO VIVENDO NO ESCURO NOVAMENTE,
NÃO SEI SE POR SAUDADES OU DESESPERO,
ACHO MESMO QUE NA OUTRA NOITE QUANDO TE LIGUEI FOI APENAS O MEDO DE QUE PODESSE NÃO DAR MAIS TEMPO......................
DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 30/11/2007
Código do texto: T759930

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11183 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 03:48)
DIEGO HUXLEY