Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MERDANÇA

MEu pai contava que la ma C S N, onde trabalhava, tinha um arigo , sujeitou muito ignorante que se dizia descendente de índio.
Meu pai o chamava de merdanca.
Eles trabalhavam no antigo estanhamento de imersão que consistia em mergulhar as chapas em uma solução eletrolítica, processo este, hoje modernizado para se fabricar folhas de Flandres com a qual se fabricam embalagens (latas) de produtos alimentícios.
Pois bem, meu pai era o encarregado e mandou o merdança cuidar da produção daquele turno e o merdança estava cuidando do serviço, quando o engenheiro Araujo, o chefe do departamento passou e apanhou uma chapa.
A chapa náo tinha sido estanhada em uma das bordas, certamente por uma sujeira em um dos roletes da maquina.
Sabem o que o merdança disse ao engenheiro ?
Disse o seguinte;
Chefia. A chapa num passo nu mermo luga das otra?
Ela náo estanho porque num quis.
E Tamo cunversado...
ANESIO SILVA
Enviado por ANESIO SILVA em 01/07/2020
Código do texto: T6992952
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
ANESIO SILVA
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil, 69 anos
865 textos (19977 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 01:26)