Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Imagem: Arte Mara Pontes

NA MADRUGADA
Marlene Constantino & Amigos


Cada luar inspira um abraço...
Cada oceano tece um poema,
mas um laço não se faz por engano.

26/02/2011
 
cor4.gif
 
NA MADRUGADA

Maria Thereza Neves

Todos abraços e laços acendem olhares...
Os poemas percorrem as veias,
cada lua não me deixa esquecer de você.

26/02/2011
 
cor4.gif
 
"NEGRA NOITE"

E essa noite
Brinca e faz pirraça
Arrasta-me
Joga-me
Sem que eu queira...Esquecer

Marcos Sergio T. Lopes
26/02/2011
 
cor4.gif
 
Na Madrugada

O vento uiva na madrugada,
a saudade abraça-me,
enquanto te espero louca e apaixonada.
Clara da Costa

26/02/2011
 
cor4.gif
 
MADRUGADA SOLITÁRIA

José Ernesto Ferraresso

No vazio das madrugadas solitárias...
Percorro ruas sem direção,
atrás dessa vida diária, procuro emoção.

26/02/11
 
cor4.gif
 
Nas madrugadas

Sonia Salete

Não minto mas também não falo
do encanto das madrugadas...
Era quando te encontrava...!

26/02/2011
 
cor4.gif
 
NAS MADRUGADAS

Edilson Menezes
===Edmen===

Nas madrugadas que lá vão,
tanto brinquei de amar
que hoje o coração vive a recordar...

26/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada

Vanderli Granatto
Alta madrugada; uma lágrima sai.
Lamento a falta de aconchego; meus ais...
Pareço mesmo, um fardo que cai.

26/02/2011
 
cor4.gif
 
Na Madrugada

...uma voz abafada, me tira do torpor
que se costuma ficar pós amor, tristeza,
era sonho... alguém na porta estava a me acordar.

Roze Alves - Amanhecer-M
RJ: 26/02/2011
 
cor4.gif
 
NA MADRUGADA

Maria Tomasia

Na madrugada silente,
debruço-me na janela,
só pra ver a estrela cadente.

26/02/2011
 
cor4.gif
 
Na Madrugada

Na tenra quietude da madrugada,
corpo e alma comungam amor...
realizando sonhos, meus e de minha amada!

S. Holtz
26/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada ...

A lua prateada é um caso de amor
aos mil olhos de uma paixão.
no furor dos meus delíros.

Paulo Silveira de Avila
SC-26/02/2011
 
cor4.gif
 
MADRUGADAS

Zenaide Giovinazzo

Ando sozinha pelas madrugadas,
em cada esquina, vejo seu rosto,
retorno, triste e decepcionada...

SP-27/02/2011
 
cor4.gif
 
NA MADRUGADA

Naidaterra

Tento aquietar meu coração,
acelera, perde a razão
e não me cabe tanta emoção...

27/02/2011
 
cor4.gif
 
Na Madrugada

Alex Duarte

Na fria solidão da madrugada
sinto a falta
do calor de seu amor

27/02/2011
 
cor4.gif
 
Na Madrugada

Angelo Sansivieri

Na madrugada do teu sono,
respiro e alimento-me da tua paixão,
e mato toda minha solidão...

27/02/2011
 
cor4.gif
 
Nas madrugadas

Hora que a lua já cansada
Sinto-me tão amada
Brinco em teus braços até a alvorada.

Candy Saad
SP-27/02/2011
 
cor4.gif
 
FLOR DA MADRUGADA

Odir, de passagem

O meu soneto é flor da madrugada,
quando pára o passeio das palavras
e tudo passa a parecer com nada!

27/02/2011
 
cor4.gif
 
Madrugada

Graça Ribeiro

O silêncio me faz companhia
e se vejo estrelas no escuro
o verso traduz a poesia

27/02/2011
 
cor4.gif
 
DEPOIS DA MADRUGADA

Sem temer desilusões, sigo pela madrugada
na certeza de que depois dela, vem sempre o amanhecer
trazendo o sol a iluminar os meus dias...

Edw@rds
 
cor4.gif
 
Na madrugada

Tendo apenas a lua como testemunha
tu e eu dançamos a dança do amor
embriagado com nosso prazer...

Fatima Mello[fofinha]
27/02/2011
 
cor4.gif
 
Madrugada...

tua saudade ainda
aqui, não queria,
ai, de mim.

[madá.]
28/02/2011
 
cor4.gif
 
Madrugada

Luzes na ribalta
Pirilampos enfeitam a noite,
um coração soluça a saudade

Paulo Mello
28/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada

Na madrugada é que tenho
em meus devaneios...
como o dia podia ser somente madrugada!

Cassia Vicente
28/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada

Madrugada, inimiga,
minha ainda me fere.
Tenho inveja das madrugadas que me amavas

Dorothy Melo
Rio de Janeiro
28/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada...

enquanto a cidade dorme,
desejo o teu amor!

Maria de Fátima Delfina de Moraes
RJ-28/02/2011
 
cor4.gif
 
Na madrugada

A lágrima salgada rolou pelo rosto macio
e despencou sobre o abismo de seus seios.

Sávio Assad
RJ-28/02/2011
 
cor4.gif
 
DEPOIS DA MADRUGADA

Eu vou acordar embriagada
dos sonhos que tenho sonhado
com você meu amor querido ao meu lado...

Penhah Castro
02/03/2011
 
cor4.gif
 
NA MADRUGADA

Tarcísio Ribeiro Costa

Teu silêncio atordoa meu sonho,
Quero-te tema da minha poesia,
Me queira, eu te proponho...



NA MADRUGADA
Jacó Filho

No alicerce da certeza
Nossas almas se uniram...
Tudo se fez em grandeza...


03/03/2011
Marlene Constantino e Amigos Poetas
Enviado por Marlene Constantino em 09/03/2018
Reeditado em 09/03/2018
Código do texto: T6274653
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marlene Constantino
São Paulo - São Paulo - Brasil
650 textos (20640 leituras)
49 áudios (3905 audições)
2 e-livros (72 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 19:27)
Marlene Constantino

Site do Escritor