Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trem da poesia

TREM DA POESIA
Guida Linhares
 
Chega o trem da poesia na estação dos sonhos,
vem cheio de menestréis, cada um com sua lira.
Em cada banco, brincam os versos risonhos,
uns tristes, outros em chiste, a emoção é a mira.
 
O trem pára, em cada estação da serrania.
Descem poetas que chegaram ao seu destino,
 outros embarcam, com a bagagem de magia
extraida da vida e das letras, como fiel peregrino.
 
O apito da Maria Fumaça toda pomposa,
se faz escutar em todas as cercanias.
 Correm ao lado do trem, amantes e e sonhadores.
 
Aos olhos fitos nas janelas, despertam-se os amores.
Acenam-se com lenços brancos e muitas alegrias.
Afinal é o Trem da Poesia, na paisagem majestosa.
 
Santos/SP

***

Participação na Ciranda Trem da Poesia, hospedada no site Arte e Poesia da querida amiga Teka Nascimento

Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 30/09/2007
Reeditado em 14/03/2013
Código do texto: T674277
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Guida Linhares www.guidalinhares.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 71 anos
1989 textos (163688 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 18:15)
Guida Linhares

Site do Escritor