Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


CIRANDA - CORAÇÕES
Iniciada pela poeta Eme Paiva
e organizada por Luiza Sampaio




 
MARIA MERCEDES PAIVA  -  EME  - 
THAIS "BEIJAFLOR" 
CEL (CECÍLIA CARVALHO)   - 
HELO ABREU  -
NATÁLIA VALE  - 
VENINA M.SANTOS 
PAULO SILVEIRA DE ÁVILA  - 
LUIZA SAMPAIO


 
********************


 
CANTANTE CORAÇÃO
Maria Mercedes Paiva
 
 
Quando sua voz
se encheu de verdade e brandura
e me chamou " Minha amada",
soaram suas palavras,
como a mais veemente poesia!...
Poesia de ternura aconchegada !...
 
Fiz silêncio...
Quis haurir desse poema
ressonante dentro da  alma
e meu lírico coração
tangeu sonata de amor maior,
em arranjo de harpa...
 
Fiz silêncio...
Fechei os olhos...
 
Enlevada,
minha alma sentiu dançar
emocionada, dentro dela a poesia,
até cansar...
 
E, porque meu coração
compôs acalantos em arranjos de avena,
adormeceram os versos
da ternura de seu poema...
Então, julguei sonhar...
 
Fiz silêncio...
Fechei os olhos...
Julguei sonhar...
 
Mas, quando seus lábios se uniram aos meus,
vi que não sonhava
e meu coração regeu
das sinfonias de amor, os vibratos,
em consonância com o seu!
 
Naquele instante, em virtuose,
lhe entreguei meu coração cantante!
 
Toma-o !
Rege com brandura
cada nota do canto de ternura,
porque ele está repleto de poesia e canção!
 
********************
 
UM OUTRO CORAÇÃO
 
Na partitura desses versos tão lindos
tão pungentes
lembras para mim um outro coração
não tão cantante
mas que ergue a batuta
e inclemente
posta-se diante de mim e
na condição  de um regente!
e acena no compasso o seu  sinal
 a direção que eu já sei de cor...
canta... canta tua ária
canta dos minuetos de Mozart
o melhor
canta das Valsas de Chopin o amor
canta de Bach uma Fuga
mas sempre, e as melodias todas, 
canta em Mi menor!!!!
guiúcha
16/10/05
 
******************
 
CANTA CORAÇÃO
THAIS S. FRANCISCO
 
 
Canta ,coração,
Sabes o tom da melodia,
que faz sonhar sonhos de amor,
esta minh'alma apaixonada,
ao sentir  teu suave pulsar
Canta, coração,
embala este amor que trago,
no âmago desta minh'alma,
que se faz feliz por Amar...
mesmo sem a reciprocidade,
de quem dedico esta doce melodia...
 
Canta, coração,
faz-me bailar, neste acordes maviosos
desta tua canção, que me faz
fechar os olhos, e, entrever meu amor,
aqui, agora, ao meu redor,
a  murmurar... Te Amo, Amor Meu...
 
Canta, coração,
não desistas de cantar esta canção,
pois, quem sabe ainda,
estes teus acordes de Amor,
chegarão ao bem, que tanto quero,
e, que, longe ainda se faz...
 
Canta, coração
neste teu pulsar
de Amor...!!
 
 
*************************
 
SINFONIA NO CORAÇÃO
CECÍLIA CARVALHO
 
 
... e sonhando,
valsava na ponta dos pés
para meu silêncio não despertar
minhalma que cansada
adormecera para não sonhar...
E a poesia,
entre as cordas de uma harpa,
fazia sonatas, versejava e sorria
do meu coração que amargurado
se transformara num farrapo...
Mas a poesia insistia
fazendo sonhar meu coração
e versando com minha alma
ao som de uma doce canção
fez sorrir meu coração...
... fechei os olhos
as cordas cantantes em sinfonia
me contaram com alegria
que me ama!
16/10/05
 
*************************
 
CORAÇÃO TEIMOSO
HELO ABREU
 
 
Queria sentir um simples sorriso da vida!
Procurei por maneiras tão vastas sentir,
apenas sentir...
Tentei em momentos de tristeza profunda,
em momentos que tinha vontade
de me entregar à solidão,
dar-me por vencida
esconder-me em terras saudosas...
Tentei ficar como uma alma que se acomoda,
Uma alma que se esquece que existe
que vive,
vive sem rumo, sem caminho, apenas vive...
Tentei no vale mais longínquo e profundo,
num vale em que a saudade fosse a presença,
a felicidade nem se saiba de sua existência,
tentei,
nas horas de maior tristeza,
nele me refugiar...
Tentei somente ouvir o mar,
senti-lo em mim...
Sentir a sua maré a subir
tal como minha solidão,
também senti-la a vazar assim
como meu sorriso!
Tentei nas ondas ser levada
até ao mundo de ninguém,
parar numa ilha sem vida,
sem alguém feliz,
parar para meu espírito
sentir o espectáculo do mundo...
Enfim...
nos momentos de maior tristeza e saudade,
tentei ir nos ventos de solidão,
da fantasia de não ser.
Mas, o meu Coração
teimoso insiste em cantar minhas alegrias,
minha vida depende 
de sua harmonia,
por mais que meu ser me queira abandonar 
partir para não sei onde...
O  meu Coração sempre me traz vida,
me leva até mim mesma
me faz ser feliz...
 
************************
 
MEU CORAÇÃO
CANTARÁ!!!
 Natália Vale
(Portugal)
 
Gostaria que meu coração cantasse
Um hino de alegria e felicidade,
Mas ele teima em fechar-se
Numa tristeza causada pela saudade…
 
Meu coração canta por ti,
Neste momento de solidão,
Agora que te perdi,
Ele não canta…
Apenas chora
Nas asas da Ilusão…
 
Uma ilusão que a ti me levará
E no momento do reencontro,
Então sim… ele cantará…
Até ficar exausto,
Feliz e de novo pronto
Para juntos recordarmos
O muito que nos amámos.
 
18.10.2005
 
*****************************
 
QUE ALEGRIAS CANTAS,
CORAÇÃO?
VENINA M. SANTOS
ARIANNE
 
 
Se o mundo rui sobre mim,
se o amor que era já não é,
se as flores já murcharam, nos jardins,
se os pássaros imigraram
e o frio inverno da vida congelou,
de forma inclemente,
a alma que ardia dentro de mim?
Sei o que cantas, coração...
cantas para me embalar,
para me lembrar que és sensível
ao que me acontece,
que nem tudo é tão ruim, como parece,
que o horrível é o entregar-se
às ondas violentas de saudade que me assolam,
enquanto no palco da vida
as cenas se desenrolam e eu não posso viver
como mera espectadora...
 
Canta, coração...
faz que não me sinta sozinha,
mas sentir que a solidão não é castigo,
mas uma oportunidade de eu ficar a sós,
comigo mesma, e nesse ínterim,
tentar reencontrar aquela que fui,
antes dos sonhos se estraçalharem e se espalharem
como cinzas pelo meu viver,
tirando-me a vontade de até ser, esquecendo-me,
planando dimensões sombrias
de onde já não tenho mais vontade de voltar...
 
Canta, coração, traz de volta o meu sorriso,
o perfume à minha vida,
as cores aos meus sonhos,
a minha poesia inacabada,
para eu pder dizer ao homem que amo
que sem ele, é impossível existir...
 
****************************
 
CORAÇÃO  CORAÇÃO
Paulo Silveira de Ávila
 
 
Entre a razão e o  impulso
está a brandura  de um coração
que faísca o sorriso
na breve troca de olhares.
 
Coração, coração,  juntos é
que brilhamos em brasa  ardente ou
labaredas estelares...
separados é quando as sombras escurecem
o fulgor do viço
e embaça o tempo da estrela em nossa vidas.
 
Coração, coração, abre-se o verão,
um leve sorriso faz a canção do dia
farfalhar no ar carregado de encantos
à espreita dos suspiros sensuais
na lucidez dos delíros.
 
*****************************
 
PULSA CORAÇÃO
LUIZA SAMPAIO
 
 
Andante na estrada florida
partilhando cores, brisa e encanto
pulsa o coração no peito ardente de paixão
ilumina-se e agita-se
cavalgando o arco-íris,
busca espaço no azul celeste
brinca de cantar como os pássaros
que dançam canções de amor ,
cantadas em harmonia ,
por fadas e duendes,
que vagueiam os bosques banhados pela luz do sol
a aquecer a relva úmida do amanhecer
 
Pulsa o coração diante da natureza,
pensa no amor celebrado na mágica sintonia
que enlaça e abraça
cada pedaço do caminho,
da terra batida e pisada por tantos amantes
na procura do bem querer
que ,distante, faz chorar o coração
que ainda pulsa e ama!


Luiza Sampaio
Enviado por Luiza Sampaio em 24/11/2007
Código do texto: T750483

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Luiza Sampaio e o site www.luizasampaio.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Sampaio
Santos - São Paulo - Brasil, 63 anos
265 textos (57641 leituras)
16 áudios (2657 audições)
3 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 22:28)
Luiza Sampaio

Site do Escritor