Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os sonhos de Jean e Debora. Parte 14.

Hoje é o dia mais feliz da minha vida, já são cinco horas da manhã, a minha bela Debora está na cama, ela ainda está deitada e dormindo, os seus cabelos estão por cima do seu rosto, as suas mãos estão perto da sua boca, os seus lábios fazem bico, é como se ela estivesse sonhando, com alguma coisa boa. Tomará que ela esteja sonhando comigo. Hoje iremos passar o dia todo juntos e eu não quis perder nem um momento, por isso eu não dormir deis de ontem, passei a noite inteira vendo essa bela dama dormindo, mas o tempo não foi nada, ele passou muito depressa, mas esses momentos poderão e irão de repetir durante todos os meus dias de vida mas ainda quero realizar o meu sonho, ainda quero realizar o meu mais puro desejo...
.
Mas ele só poderá ser realidade, ao lado de Debora!
.
.
Ainda está cedo, vou fazer o café da manhã para dar à ela, e assim que ela abrir os olhos, vou fazer desse dia o dia mais perfeito da vida dela, se possível farei com que ela se torne tão feliz assim, todos os dias da sua vida, porque os meus sonhos são dela, os meus desejos são com ela e a minha vida; será totalmente dedicada à ela.
.
Mas isso, esse dia. Ainda não é nada, comparado a nossa futura vida de casados, mas poderíamos dizer que o nosso primeiro dia juntos, será como é a primavera, é o dia da vida, é o dia de transformar as coisas, é o dia de fazer com que o sonho, não seja apenas mais um sonho, o meu primeiro dia com Debora, será como o primeiro dia; para chegar à vida perfeita... Mas esse dia também será como a nossa rosa azul, que desabrocha. Esse dia será como a nossa rosa azul, ele representa o nosso amor, a nossa canção, esse amor irá representar a própria criação, do nosso romance, e a felicidade do mais perfeito casal...
.
.
.
Quando deu seis horas e meia da manhã, fui até o quarto e aos poucos, acordei Debora... Eu não queria que ela acordasse rápido, eu queria ver até mesmo como ela iria se mover, eu queria ver e presenciar tudo, até mesmo os seus primeiros movimentos, no nosso primeiro dia juntos... Após acordá-la, lhe pedi um beijo e após beijá-la, chamei ela para tomar café, e nós fomos juntos, do quarto para à sala, de mãos dadas, sorrindo, e imaginando o quão perfeito seria, o nosso futuro juntos...
.
Eu estava tão feliz que não tem como expressar, os meus pensamentos só me diziam que eu tinha que viver com ela até o meu último dia mas eles não me diziam como cativá-la todos os dias. Ao lado dela, no meu primeiro dia, nas primeiras palavras, logo pela manhã, antes mesmo de sair com ela de mãos dadas, pude perceber que ao lado dela eu me tornaria um eterno aprendiz... Pois eu não viveria ao lado dela para ser apenas um companheiro mas sim para ser tudo, do mais simples, ao mais completo e complexo também.
.
.
Ela parecia estar muito feliz e enquanto estava comendo, o seu sorriso estava estampado no seu rosto, Debora parecia ser uma princesa, uma rainha ou quem sabe a mais pura da realeza, eu estava honrado em estar ao seu lado e mesmo sem saber o que dizer, mesmo sem saber o que fazer, aos poucos, ao lado de Debora, algumas lágrimas caíram dos meus olhos e ela me perguntou o que estava acontecendo, e em prantos ela me ouviu lhe dizendo que não era nada, era apenas felicidade, emoção, quem sabe aquele era o desejo mais puro; do meu coração. Mas era inexplicável, era sem razão, era simplesmente a pureza, a dor, a expressão, ou quem sabe a beleza... Era simplesmente tudo, tudo o que existia; aqui dentro do meu coração!
.
.
Não foi apenas um café da manhã, foi uma dadiva, uma honra, uma divindade, uma perfeita forma de expressão, algo que declarava com razão, que o perfeito estava à minha frente, que o perfeito; poderia e deveria, ser alcançado!
.
.
Quando terminamos de tomar café, ficamos um pouco no sofá, nos olhando, pensando em algumas coisas para dizer mas nós não queríamos estragar aquele momento, então, de mãos dadas, fomos juntos caminhar pelas cidades; que existem por aqui...
.
Saímos para encontrar todos, para mostrar às pessoas que já eramos um casal, nós estávamos felizes e eu já estava até me achando o marido dela, não sei como explicar, a emoção era muito forte, e eu nem sei se deveria dizer mas juntos parecia que o mundo não tinha mais brilho, era como se nós fossemos o centro das atenções, era como se nós tivéssemos nascido para vivermos juntos, era incrível, não tem explicação, só poderíamos dizer que nós, eramos almas gêmeas!
.
.
O nosso dia foi muito simples, passamos por muitas cidades, por muitos lugares, conhecemos juntos algumas pessoas e eu apresentei à elas, a minha namorada. Eu estava feliz, o meu coração estava feliz, e ele pulsava tão forte, que eu conseguia até mesmo ouvir, era incrível mas o mais incrível é que mesmo passando por muitos lugares, mesmo encontrando muitas pessoas, ainda assim, infelizmente, eu não lembro de nada...
.
.
Eu passei o tempo todo, só olhando para Debora, e sempre me perguntando o que havia feito, para receber um presente tão lindo quanto aquele... Algumas lágrimas caíam e eu não sabia se deveria pedir perdão por algum erro que poderia cometer com ela, ou se deveria pedir obrigado todas as horas do dia, por tê-la como namorada... Eu não sei, não tinha como explicar, era simplesmente à pureza, a doçura, a perfeição, ela tinha tudo e muito mais no olhar... Ela era perfeita mas o dia passou tão rápido que eu nem pude vê-la direito mas eu queria que esse dia, pudesse se repetir todos os dias, eu queria muito que ela nunca me deixasse sozinho, eu queria que todas as minhas horas, minutos, segundos, fossem ao lado dela... Eu só queria que ela pudesse viver comigo, durante o dia, mas também durante a tarde. Porém todas noites também... Era inevitável, era algo incompreensível, não sei, eu realmente não sei o que aconteceu o dia todo, foi como se tivesse acontecido tudo, e não tivesse acontecido nada. Eu simplesmente estou aqui, tentando narrar um dia, que não me lembro, estou tentando narrar algo, que deveria ter acontecido e se aconteceu eu nem me lembro, porque passei o dia todo, todos os minutos do dia, apenas olhando para os olhos dela... Não tem explicação, esse dia foi honrado...
.
.
Mas então veio à noite, e da noite eu me lembro claramente, foi mágico mas assim como o dia, também foi inexplicável mas eu queria falar, eu só queria dizer que a noite foi perfeita mas que algo louco e sem explicação alguma, aconteceu no outro dia... Pois assim que o sol nasceu, assim que o primeiro raio de sol tocou nela, ela simplesmente desapareceu... E eu vou explicar o porque isso aconteceu e então, todos vocês poderão entender... Mas só após conhecermos um certo lugar, o lugar que eu já deveria ter falado sobre ele, a perfeita, a cidade do faz de conta!
.
.
.
A manhã em que Debora desapareceu...
.
.
.
O dia passado foi tão incrível que não pude nem mesmo explicar, a noite foi tocante, e essa foi a noite que nós conseguimos nos tocar pela primeira vez, foi uma noite inesquecível, os lábios de Debora pareciam contar histórias, eles pareciam entender da eternidade, mas não tanto quanto os seus olhos. Os olhos de Debora me contavam histórias mas eram história de amor, romances lindos e que nunca foram lidos antes, eram histórias que precisavam ser contadas, histórias tão lindas que não pude acreditar que estava ouvindo... Mas então, enquanto as suas mãos apertavam as minhas, enquanto os seus dedos estavam entrelaçados aos meus, o som que a sua boca fazia, era incrível e doce... Essa foi a nossa primeira noite juntos, foi a primeira noite que os nossos corpos se tocaram, foi a noite que nomeamos como a noite do encontro das almas gêmeas...
.
.
Mas após tudo isso acontecer, um novo dia nasceu...
Já era quase seis horas da manhã...
Eu tinha acabado de fazer o café da manhã...
Fui até o quarto chamá-la, mas ela ainda estava coberta..
Tirei os lençóis que cobriam o seu corpo...
Então ao tocá-la, pude chamá-la e levá-la para à mesa...
Algum tempo depois, o sol apareceu mais forte...
Então, ele bateu na porta da minha varanda...
E quando abri a porta da varanda... O sol entrou!
Alguns segundos depois, o sol foi até Debora e a tocou...
E Debora, na minha frente, aos poucos, simplesmente; sumiu!
.
.
Texto Paralelo!
.
.
A explicação do porque Debora sumiu irá ser contada assim que pudermos ver a cidade do faz de conta, após a cidade do faz de conta, iremos conhecer o mistério mais incrível que existe nessa história de amor, o mistério que foi criado antes mesmo da história ser pensada, é um mistério simples e que algumas pessoas já devem até terem percebido mas esse mistério, na verdade esse mito, é algo que irá moldar à beleza da nossa incrível história de amor... Essa história está sendo criada para narrar o sonho do amor de um rapaz, por uma Mulher perfeita.
.
.
Espero que essa história possa ser tão bela para vocês, quanto ela é para mim, pois assim que o segredo for descoberto, apenas os que querem realmente entender o fim da história, ainda continuarão à ler... Mas não tenham pressa pois uma história que vai além da parte de número 25, e ainda está indo para a de número 15... É na verdade uma história bem longa, e bem pensada...
.
Parece que essa história, ainda tem muito o que dizer.
.
.
Essa não é a história de um escritor ou a história de um poeta, essa é a história de um Homem mas de um Homem simples, mas também é a história de um Homem, completamente apaixonado...
.
.
Apaixonado pela moça mais perfeita e bela que conhece, pela moça mais incrível, pela única moça que de verdade conseguiu cativar, conquistar e balançar o seu coração... Essa é a história de um sonhador, do Homem que viu em sua frente uma moça, uma moça que mesmo sem ofertar nada, conseguiu arrebatar o seu coração... Sorria Debora, essa é a nossa história de amor!
Jean Frases
Enviado por Jean Frases em 06/07/2017
Reeditado em 25/07/2017
Código do texto: T6047723
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jean.Frases). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Frases
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
551 textos (6682 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 17:46)
Jean Frases