Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

104 - Cento e Quatro

 Quando alguém te falou da morte da arvorezinha, já não quiseste árvore de Natal. Nem pequena nem grande.  Os enfeites já não se compram, disseste, e as figuras do presépio são boas de fazer com barro. E fomos ao rio pelo barro e demos forma a tudo o que cada um queria: vaca, burro, ovelhas, pastores, reis e um menino. Pai, este  é o Jesus do céu? - Sim, como se fosse pequenino, como no dia em que nasceu . Mas na verdade, o Filho de Deus, António, só em nós nasce todos os dias, se quisermos que seja Natal.
Edgardo Xavier
Enviado por Edgardo Xavier em 03/12/2019
Código do texto: T6810118
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Edgardo Xavier
Portugal, 73 anos
2502 textos (41239 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 08:11)
Edgardo Xavier