Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARREPENDIMENTO TARDIO (Miniconto)

Célio já começava a sentir o frio lhe invadir. Deitado sobre seu próprio sangue que escorria pela sala, fazia o último esforço em busca de uma reflexão. Tentava entender como tinha feito tudo errado. Arrependera-se de sua aventura no mundo do crime. Mas já era tarde, naquele momento ele já colhera os frutos dessa infame caminhada. E não sentindo mais o seu gélido corpo, o brilho dos olhos de Célio se apaga, concretizando o crepúsculo de uma existência perdida.
Mércio
Enviado por Mércio em 01/08/2018
Código do texto: T6406483
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mércio
São Paulo - São Paulo - Brasil
268 textos (12302 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/18 03:32)