Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem quer ir na praça ( 4 )

Eu não sei realmente te contar porque meu pai e minha avó não gostam de ir à praça.Se eles soubessem que ela distrai, é terapia, faz rir, brincar, correr, sonhar, acho que iriam.Nela reina a paz e a concórdia, a união e a solidariedade. Digo isso porque caí certa vez e logo apareceram os amiguinhos socorristas: você se machucou ? quer um golinho d'água ? respira fundo...toma esse pirulito pode ficar, contava docinho de coco... e continuou : Todas as praças poderiam ser parecidas com a nossa, com gente à bessa, sem serem pacatas e abandonadas, como aquelas cidades de filmes de faroestes tão desertas que meu vô conta quando sentamos para tagarelar. Cidades onde a poeira viaja rasteira e por léguas e léguas nos caminhos, entranha nas narinas e nos cabelos.Até carroça e cavalo tem a nossa praça, eles passeiam imponentes e vagarosos, respeitando os moradores; também não sujam as ruas e isso é demais.
       
Carlinhos Real
Enviado por Carlinhos Real em 05/11/2019
Reeditado em 06/11/2019
Código do texto: T6787542
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Carlinhos Real
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
688 textos (10740 leituras)
1 e-livros (24 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 10:39)
Carlinhos Real