Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UMA CARTA EXPLICATIVA


14 de agosto de 1994

A você, Odete... que já “ATÉ” foi um grande amor.

NÃO SEI se aquele cara que você conheceu vai bem ou não. Pois não tenho tido contato com ele. Eu acredito que o homem tem várias facetas, sabe? E as facetas emergem de acordo com os estímulos do meio ambiente em que se vive. E por mais criativo que eu seja, nada de bom posso criar se estiver rodeado da raiva, tomado de tristeza, invejando os que não estão tristes. Não posso escrever cantos à liberdade se estiver dentro de uma gaiola.

VOCÊ ESTIMULAVA O PIOR em mim... Odete... Espero que não seja mais assim, com ele. Você me deu o pior… e foi o pior que você teve em retorno por longos quatro anos... sempre o PIOR de minha pessoa. E agora você quer saber como eu ando… haha! Na verdade você quer notícias de um cara que morreu! Junto com você.

EU RECEBO ESTÍMULOS DIFERENTES, HOJE. Aprendi a sorrir (pois recebo sorrisos) e a fazer os outros sorrirem, porque isso me deixa feliz. Aprendi a doar sem cobrar e esperar receber. Amar sem cobrar. Você me pergunta se voltei a escrever... voltei sim e melhor do que nunca. Mas aprendi a falar também. A falar sem medo. Aprendi que minha voz é linda e que o que eu digo IMPORTA.

ENQUANTO VOCÊ enxergava apenas uma pessoa encolhida no sofá... sempre esperando que partisse de você a energia pra que as coisas se movessem. Então... eu vou bem, Odete. Mas, o outro cara, o que morreu de inanição a você: eu não tenho a mínima ideia… Talvez você não precise de uma carta...

Talvez você precise de um médium...

Henrique Britto
Enviado por Henrique Britto em 12/11/2019
Código do texto: T6793371
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Henrique Britto
Salvador - Bahia - Brasil, 35 anos
902 textos (11940 leituras)
3 e-livros (30 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 06:12)
Henrique Britto