Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Relato pouco habilidoso da transformação das coisas

Depois, eu te conto o resto. Espera, aí. É que ele tá prestes a fazer uma merda muito grande e se vocês não souberem disso, vai ficar complicadíssimo explicar o resto. Aí, pronto. Fiquei falando aqui e ele já atirou. Tá, bom. Foda-se. Vamos pro início.

Gambino era um cara muito introspectivo, com pouca experiência em quase tudo e com problemas extremamente exagerados. Digo isto porquê virar um copo de água na mesa não me parece um grande problema, né?

- puta que pariu. Que inferno.

- que foi, gambino?

- nada. Essa merda virou. Que bosta.

- calma

Gambino não via o tamanho do mundo. O mundo terminava na borda oposta da mesa que ele estava. Esse era o grande problema do universo. Que um pano seco resolvia.

Tempo difícil passado uns meses atrás mudara toda sua forma de ver o mundo. Como se de repente deus não fosse mais do que uma palavra. Voltando pra mesa. E pro copo.

- é só pegar um pano, pela amor de deus, gambino

- vai a merda, eu que virei, deixa eu xingar

- que babaca, pra que atirar o copo na parede?

(Que babaca)

Que babaca.

Mas essa visão inteiramente telescópica e egocêntrica do caralho, que enchia o saco de todo mundo, também produzia coisa boas. Exemplo? Ele focara os últimos meses em aprender a construir pipas de material reciclado. O único problema era que as crianças não brincam mais disso hoje em dia. E além das crianças não brincarem, os pais também não compram mais.

Que babaca.
Henrique Foesten
Enviado por Henrique Foesten em 08/04/2021
Código do texto: T7227067
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Henrique Foesten
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil
75 textos (838 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/04/21 04:21)
Henrique Foesten