Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reencontro

Conhecia Artur lá dos anos setenta.Daquela época de repressão e sonho. Lembrava-se dos vastos cabelos negros, da bolsa a tiracolo cheia de panfletos. Haviam se cruzado pelas esquinas da cidade e corredores da Faculdade.

Paulo era mais baixo, nariz arredondado, cabelos claros. Tipicamente germânico. Porém, mandara às favas a ótica protestante e luterana.  A aparência, no entanto, denunciava sua origem.

Encontravam-se, com freqüência, nos bailes promovidos pelo Diretório Central de Estudantes. Reuniões-dançantes movidas a vinho tinto de garrafão e certa erva mal-cheirosa. No velho toca-disco, músicas de Alceu Valença, Ednardo, Elba Ramalho e  nada de “discoteque”. O pessoal politizado odiava a música americana.

Artur, invariavelmente, saia acompanhado. Era alto, tinha uma conversa envolvente. Paulo, por muitas noites, ficava escorando a parede e recebendo não das gurias. Volta e meia, saia do DCE e ia a um clube mais popular. Lá, ocasionalmente, arranjava uma comerciária ou empregada doméstica.Coisas da época da repressão política e sexual.

Os tempos foram passando e um não teve mais notícias do outro. Ocasionalmente, algum colega comentava que Paulo estava clinicando no Interior.Outro, falava que Artur entrara num jornal alternativo e fora processado pela Lei de Segurança Nacional.


Hoje, Artur reencontrou Paulo. Internado no Hospital Municipal esperava em sua maca o horário de adentrar a sala de operações.De repente, surge o Doutor Paulo, o mesmo olhar tímido, os cabelos loiros.Agora, ralos.

Mal puderam se cumprimentar. O sistema interno de som anunciava a liberação da sala de operações. Artur, ainda, conseguiu falar:

- Vê lá o que você vai fazer comigo.
- Fica tranqüilo, Artur, não vou me vingar das namoradas que você me levou.

Riram. Profissionalmente, Paulo aplicou a injeção de anestésico.

E Artur nunca mais acordou.
Ricardo Mainieri
Enviado por Ricardo Mainieri em 16/05/2005
Código do texto: T17201
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ricardo Mainieri
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 59 anos
2467 textos (35596 leituras)
1 e-livros (110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 17:00)
Ricardo Mainieri