Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tarde de Inverno

Entrei no ônibus as 6:00 como de custume,sentei em um dos últimos lugares.Era uma tarde de inverno e nevava lá fora,as pessoas entravam como loucas para escapar do frio.
Logo os lugares acabaram,e o corredor estava cheio,eu adorava isso.
O cheiro de suor enchia o espaço,o calor despertava meu instinto caçador e como tal eu escolhia minha presa.
Qualquer uma daquelas pessoas seria a vítima perfeita,mas eu procurava algo a mais,um desafio para aquela noite...
Minha espera foi longa,mas bem recompensada no final,quando uma bela jovem entrou no ônibus,devia ter no máximo dezesseis anos e dela emanava uma força tão grande que eu não pude resistir.
Mas ela não entrou sozinha,seu acompanhante era alto,com um ar lupino,mas a força dos lobos não habitava dentro dele.De sobretudo preto,com os cabelos da mesma cor soltos ele tentava em vão esconder de mim a tatuagem que o revelava.Um bruxo,eu odiava aquela raça que se achava superior.
Eles se sentaram lado a lado,aquela hora o ônibus ja tinha esvaziado um pouco.Quando eu pensava em desistir de minha presa eis que ele se despede e desce do ônibus,deixando a bela,sozinha.
Era minha hora,sentei-me atrás dela começando uma conversa.Lendo seus pensamentos soube seu nome,Serena,belo nome.
Ela me disse que seu ponto estava próximo e que tinha medo de ir até sua casa sozinha ja que o caminho era escuro.
Me ofereci para acompanha-la,sendo aceito prontamente.Estava fácil demais e eu sabia,mas me envolvendo de tal forma ela acabou por conseguir que eu fosse.
Andamos um pouco até chegar ao trecho escuro de qual ela me falara.Preparei-me e pulei,só não esperava que ela virasse e me repelisse com magia.No pulso trazia um pentagrama amarrado.
Logo seu parceiro do ônibus chegou e juntos eles me dominaram.Enquanto eu era empurrado de qualquer jeito dentro de um carro preto ela falava.
--Lucam,chegou a hora de pagar pelas vidas que tirou.
Eu havia caído na armadilha e agora iria pagar pelo meu erro.
Que a lua me proteja...
Tinkerhell
Enviado por Tinkerhell em 18/04/2005
Código do texto: T11872


Comentários

Sobre a autora
Tinkerhell
Maringá - Paraná - Brasil, 30 anos
150 textos (45791 leituras)
1 áudios (295 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/07/20 20:48)
Tinkerhell