Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acordar e sair

Acordou de manhã, não era cedo, não era tarde para ele também. Estimou 9h, olhou no celular para ter certeza, eram 10h20. Fechou os olhos por um momento como que para ter certeza que não estava dormindo. Tentou lembrar do sonho da noite anterior, não lembrou nada de importante. Abriu os olhos. Demorou uma fração de segundo para se acostumar com a luminosidade do quarto. Sentou-se na cama, deixando a coberta pela cintura. Olhou para a cama ao lado, seu companheiro de quarto ja havia saído. "Pudera, ele sai cedo mesmo..." - pensou em voz alta. Levantou-se totalmente, estava apenas de cueca. Coçou com cara de sono o canto direito do queixo. Estava com pêlos. Como se tivesse tentando explicar para alguém pensou porque estava com aquela barba, estaria imitando alguém, algum ídolo? Não sabia, confirmou que estava parte por preguiça de fazer, parte por achar-se mais velho. "É... mais velho..." - pensou novamente em voz alta. Foi ao banheiro e despiu-se totalmente. Olhou o próprio rosto no espelho, não parecia com ele mesmo no ano anterior, nem em ano qualquer. Desejou ter mais barba, quem sabe assim os anos passariam mais rápido, ficou impaciente. Bocejou mais uma vez e entrou no box. Detestava água fria, não gostava de água quente. Regulou a temperatura ideal e deixou-se molhar antes de começar o banho propriamente dito. Secou-se, voltou para o quarto. Sentiu-se mais animado, permitiu-se animar mais, ou melhor mesmo, obrigou-se. Vestiu um cueca azul escuro, calça cinza e camiseta que utilizava outrora (Velha camiseta do Harry Potter!). Olhou novamente no celular, 10h40. Voltou ao banheiro, faltava um pouco de cuidado com os cabelos, pensou nisso mas não fez nada (Só lavar basta!). Escovou os dentes. Foi a sala, pegou as chaves do carro e da casa. Ligou o carro (Droga de combustível) com a porta aberta. O carro ligou na hora, deu uma risada, afinal o carro só falhava quando não estava em casa. Para onde iria mesmo? Ah, lembrou-se. Voltou para fechar a porta e abrir o portão. Tirou o carro da garagem (com a porta do carro aberta). Fechou o portão. Entrou no carro e fechou a porta do carro, ele não destranca por dentro com o motor ligado, alias não destranca com o motor ligado, pois para destrancar de fora precisa da chave e não há nenhuma cópia. O carro deu uma engasgada, estava frio. Saiu da rua rapidamente. "Lá vamos nos" - Disse finalmente com um ar triunfante.
Alexander Heine
Enviado por Alexander Heine em 01/03/2007
Código do texto: T397221


Comentários

Sobre o autor
Alexander Heine
Nucleo Bandeirante - Distrito Federal - Brasil
3 textos (172 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 17:19)